De acordo com informações divulgadas pelos sites Mail Online e Daily Star, um casal britânico está sendo processado por ter tirado, no dia de seu Casamento, uma foto em que a noiva simulava estar fazendo sexo oral em seu marido. O problema é que a "brincadeira" foi realizada em um mosteiro religioso situado na Grécia, e o ato fez com que todas as cerimônias envolvendo o matrimônio de estrangeiros fossem banidas daquele local, que é muito procurado por pessoas provenientes do Reino Unido.

O incidente envolvendo a imagem considerada obscena aconteceu no dia 25 de setembro, data em que Matthew Lunn, de 27 anos de idade, e Carly, de 34 – ambos de Birmingham, na Inglaterra –, fizeram seus votos de união na ilha de Rhodes, onde se encontra a capela do mosteiro de São Paulo.

No dia da cerimônia, o casal decidiu mostrar aquilo que chama de seu "senso de humor único", e durante uma das sessões de fotos que registraram o transcorrer do casamento, Matthew abaixou as calças e a roupa íntima enquanto estava próximo ao porto local, e ainda usando o vestido de noiva, Carly se ajoelhou diante de seu companheiro para parecer que ela estava fazendo sexo oral no homem.

Desrespeito e banimento de estrangeiros

A imagem do ato libidinoso simulado foi publicada no Facebook, e rapidamente se tornou viral. Entretanto, a ação do casal foi considerada um ato de desrespeito, e agora o principal bispo da ilha, Kyrillos of Rhodes, decidiu banir todos os casamentos de estrangeiros que já estavam marcados para acontecer no mosteiro de São Paulo, o que forçou muitos casais britânicos a abandonarem o sonho de realizar seu matrimônio no idílico templo religioso.

Os melhores vídeos do dia

Segundo o Mail Online, Giorgos Eleftheriou, presidente da comunidade local – que se situa na baía de Lindos –, disse ao periódico The Times que o povo grego aprecia as tradições e a santidade das localidades religiosas, e por este motivo, comportamentos como aqueles adotados por Matthew e Carly Lunn não podem ser tolerados. Eleftheriou afirmou que tem recebido ligações de centenas de noivas britânicas e de outras partes do mundo literalmente "em lágrimas", que lamentam profundamente a drástica decisão.

Depois de ter provocado toda a polêmica, Matthew revelou ao The Sun que acredita que os gregos reagiram exageradamente, pois tudo não passou de uma brincadeira. O britânico acrescentou ainda que continua achando que não fez nada de errado, mas mesmo assim disse que ele e sua esposa estão arrependidos, lamentando que o ato da dupla tenha resultado em tanto incômodo.