Na África do Sul, a Polícia está investigando o caso de um possível homicídio. Porém, o que aconteceu poderia ter detalhes ainda mais complicados para essa investigação e a polícia não está falando abertamente sobre o caso. Simultaneamente a esse caso de homicídio, a polícia investiga ainda uma suspeita de um estupro de uma menina de 6 anos, na mesma cidade de Durban, uma das maiores do país.

Também neste caso as informações são escassas. É evidente que a polícia não quer revelar demais, temendo atrapalhar a investigação, quando está ainda muito no seu início.

Publicidade
Publicidade

A investigação começou quando a polícia encontrou um homem morto, em uma propriedade mais deserta.

Do lado desse homem, várias pedras e as marcas no corpo de um apedrejamento vivo. Teriam sido várias as pessoas participando desse crime. Descoberto o homem e a forma do crime, a polícia tentar apurar os motivos dessa morte. Não demorou muito até encontrar uma razão para tudo isso acontecer.

Em algumas partes da África do Sul, são os próprios moradores que ainda tentam fazer Justiça pelas próprias mãos e a morte por apedrejamento é uma das formas de castigar crimes de honra, mas também de estupro, como esse que teria acontecido.

Publicidade

Ainda recentemente, foi notícia o caso de uma mulher que foi apedrejada viva pela população por estar sendo acusada de traição.

Dessa vez, o caso seria diferente. Supostamente, vários moradores encontraram um homem, que teria por volta dos 40 anos, estuprando ou tentando estuprar uma menina de 6 anos. Não ficou clara se o homem consumou mesmo o abuso, ou se foi interrompido no início. A verdade é que as pessoas ficaram alarmadas e rapidamente condenaram o suspeito.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Não chamaram a polícia, nem esperaram a justiça em um tribunal.

O homem, que não está tendo sua identidade revelada, nem qualquer informação pessoal, foi apedrejado vivo pelas pessoas, revoltadas pela gravidade desse crime contra uma criancinha tão pequena.

O tenente-coronel Zwane Thulani, do Serviço de Polícia da África do Sul (Saps), disse: “Um caso de assassinato está sendo investigado. É alegado que em 23 de outubro, às 13h30, um homem desconhecido que se acredita estar em seus 40 anos, foi atacado até à morte por membros da comunidade, depois que ele foi pego estuprando uma menina de seis anos.”

O chefe da polícia alertou ainda que "um caso de estupro também foi aberto para investigação", mas até ao momento ainda não foi feita qualquer detenção pela polícia.

Se desconhece, na verdade, se a polícia vai conseguiu fazer algum suspeito pela morte desse homem, uma vez que a comunidade agiu de forma unida e fechada dentro deles mesmos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo