Alguns casos criminais chamam a atenção da sociedade e não é para menos. [VIDEO]Especialmente quando as histórias envolvem crianças, mais gente fica indignada. No estado do Texas, nos Estados Unidos, por exemplo, a história de um garotinha acabou ganhando o noticiário.

Sherin Matthews era uma menina adotada. Ela vivia com os seus pais, após ter sido resgatada de uma situação de fome severa na Índia. Por ter forte Desnutrição, ela precisava ser alimentada sempre que estava acordada, inclusive durante as madrugadas.

Pai queria que filha não morresse de fome, mas acabou a matando sem querer durante castigo

No entanto, como toda a criança, Sherin não era do tipo que gostava muito de comer.

O pai dela acordou no meio da noite e viu que a garota também estava desperta. Ele preparou leite para a menina tomar, mas a criança não aceitou e se mostrou bastante arredia em relação ao assunto. O pai adotivo decidiu dar uma punição na filha.

Ele pediu que a garota ficasse do lado de fora e sofresse um tenso castigo ao lado de uma árvore. Foram apenas 15 minutos, entre o momento em que o pai saiu e o instante que a criança desaparecera. Ao voltar, a garota já não estava mais no quintal. Nessa segunda-feira (24), alguns dias após o episódio, o corpo da menina foi encontrado sem vida.

O exame de DNA ainda vai ser feito no corpo encontrado, mas as evidências indicam que o corpo achado seria mesmo de Sherin Matthews. As autoridades falaram ainda que o cadáver foi encontrado por policiais do FBI e que a coleta de material genético já foi feito.

O pai que é acusado pelo crime de castigar a filha foi identificado como Wesley Mathews. Ele tem 37 anos de idade. A Polícia local chegou a prendê-lo, mas após o homem pagar uma fiança de cerca de R$ 800 mil, ele foi liberado. Já a mãe da criança alega que estava dormindo na hora do castigo. Ela não é investigada ou acusada de participar do crime do sumido da menina.

Além de castigar a garota, o pai ainda demorou para entrar em contato com a polícia. Foram cinco horas, até achar a menor de idade. Mais tarde, em depoimento, ao se lembrar da noite em que a tragédia aconteceu, Wesley Mathews disse que tinha visto coiotes rondando o local. Acredita-se que um deles possa ter atacado a menina, que foi salva pela família da morte, e que, mais tarde, morreu justamente em decorrência de uma ação da mesma família.

Outra filha do casal, de 4 anos, foi levada para um serviço de proteção de menores. O caso continua sendo investigado pela polícia.