Por volta das 8h30 de segunda-feira (2), uma das linhas de trem mais movimentadas de Londres (Inglaterra), que transportava passageiros de Shepperton para Waterloo, foi paralisada.

Usuários entraram em pânico após uma pessoa no interior do veículo começar a ler passagens da Bíblia e a recitar frases do tipo “a morte não é o fim”. Embora o motivo para o desespero generalizado ainda seja uma incógnita, os indivíduos forçaram as portas do trem para sair de lá o mais rápido possível.

De acordo com a imprensa britânica, depois das pessoas esmurrarem as portas, elas se aglomeraram nos trilhos. Para evitar que os usuários fossem eletrocutados, a energia das linhas ferroviárias teve de ser suspensa.

Segundo o The Guardian, uma das testemunhas, o inglês Ian O'Sullivan, 42 anos, descreveu a circunstância do acontecimento. "Ele [suspeito] disse: Senhoras e senhores, gostaria de falar com você sobre algo e que algo é a palavra do Senhor, Jesus Cristo. Ele está aqui para curar seus pecados. A Bíblia diz que a homossexualidade é pecado e sexo antes do casamento é um pecado. Você precisa se arrepender”.

Pelo Twitter, Ian ainda contou que a leitura bíblica do homem gerou um tipo de “agitação” nas pessoas, principalmente a parte sobre o 'Juízo Final'. Também disse que o desconhecido interrompeu a ‘pregação’ e baixou a cabeça depois de alguém lhe dizer que os passageiros estavam assustados com a conduta dele.

O inglês, através de várias postagens, relatou cada momento do acontecido. Destacou que um guarda apareceu e avisou aos demais que o suspeito seria levado por “alguns homens de terno”, possivelmente para ser interrogado.

Porém, após 'homens de pouca fé' suspeitarem que ele fosse terrorista, a polícia conversou com o protagonista do episódio e o tratou com respeito, ao constatar não haver nada de errado com ele. Ian fotografou a cena. O 'profeta' pode ser observado com mochila nas costas e trajado com roupas escuras, ao fundo.

No entanto, apesar do problema ter sido resolvido, a evacuação do trem e a paralisação de diversas outras linhas irritaram os usuários do transporte londrino.

“Trem sendo evacuado?! Grande começo para a semana. Como podem os contribuintes de cartão obter restituições nos serviços continuamente horríveis?!”, reclamou Laura Dawson.

Um porta-voz da polícia responsável pela segurança dos transportes britânicos (British Transport Police - BTP), informou que eles foram alertados da situação às 8h1, “depois de relatos de uma perturbação em um trem para Waterloo”.

O BTP afirmou que continua a investigar o motivo do pânico. Não houve feridos ou prisões. O nome do sujeito foi mantido em sigilo.