No dia 20 de outubro, foi noticiado um misterioso caso ufológico [VIDEO] registrado na cidade de Peruíbe, no interior de São Paulo. Na ocasião, testemunhas da região afirmaram que no dia do avistamento observaram luzes estranhas sobrevoando os céus da cidade. Após o fenômeno, estranhas marcas foram encontradas em um terreno abandonado localizado na rua Dezenove, no bairro Balneário São João Batista. No amanhecer do dia seguinte, as pessoas que passavam pelo local perceberam que a alta vegetação do terreno havia sido amassada em forma triangular.

No decorrer desta semana, o ufólogo Saga Suséliton Souza explicou que as amostras de vegetação foram analisadas pelo botânico Paulo Anibal [VIDEO] e concluiu-se que a vegetação presente no local havia sido queimada.

Também faz parte do grupo de pesquisa o engenheiro Paulo Eduardo Pilon e os ufólogos Marco Leal e Sandra Casagrande.

Em entrevista ao portal da Band, Saga explicou que uma equipe de pesquisadores analisaram e colheram inúmeras flores e folhas e o material colhido foi levado para a cidade de São Paulo. Após uma análise detalhada, constatou-se que as plantas apresentavam queimaduras nas pontas. Os pesquisadores estimam que a vegetação da região foi exposta ao calor de 100ºC. Por conta disso, a hipótese de que um OVNI tenha pousado no local ganhou mais força.

Saga não sabe explicar que tipo de fenômeno ocorreu naquele local, mas não descarta a hipótese de que um OVNI tenha pousado no local. Não se sabe nada a respeito da tecnologia utilizada por eles, se ela deixa ou não marcas no chão. Outro fato reportado no local do avistamento e que chama a atenção dos pesquisadores está relacionado a queda repentina de luz, que ocorreu na madrugada.

Os melhores vídeos do dia

Moradores próximos ao local do suposto pouso também relataram ter avistado luzes em meio a vegetação do terreno.

Outro fato interessante que chama a atenção dos pesquisadores está relacionado ao fato de que eles usaram um drone para mapear o local da suposta aterrizagem. Na ocasião, os pesquisadores encontraram dificuldades para controlar o aparelho, após ele se aproximar da área onde a vegetação estava achatada. Os pesquisadores estimam que o drone tenha sofrido interferência de um forte campo magnético.

Para os ufólogos, o incidente de Peruíbe é muito semelhante ao registrado na floresta de Rendlesham, no Reino Unido em 1980. Na época, o caso ufológico foi registrado próximo a uma base dos Estados Unidos e foi avistado pelos guardas de plantão. De acordo com o relato das testemunhas, o OVNI da época apresentava sua formação triangular. Após medir as marcas encontradas no solo, os pesquisadores concluíram que a medida de sua base foi de 3m x 3m x 3m. Apesar do OVNI do Reino Unido apresentar dimensões menores que o OVNI de Peruíbe, os pesquisadores acreditam que o sistema de propulsão do OVNI de Peruíbe tenha deixado as marcas maiores.