É notório que nos últimos anos a sociedade em geral tem enfrentado grandes assuntos polêmicos, principalmente quando o assunto está relacionado a opção sexual. Ainda existe um preconceito muito grande em todas as partes do mundo. Enquanto uns lutam para fazer com que isso seja algo comum, livre de preconceitos, outros lutam pela conservação da família tradicional, onde homem é homem e mulher sempre será mulher.

Nesta terça-feira (24), uma notícia vem ganhado destaque nas redes sociais, porém, ela não está relacionada a seres humanos. Desta vez, a questão homossexualidade acabou adentrando no mundo animal. Tal notícia pegou a todos de surpresa e promete causar uma grande divisão de pensamentos.

Notícia de tartaruga homossexual ganha milhares de comentários nas redes sociais

A Tartaruga mais velha do mundo tornou a ganha o centro das atenções por todo o mundo.

Com 186 anos, Jonathan vive na ilha de Santa Helena, no território britânico. Durante 26 anos, ele estava convivendo e se acasalando com sua namorada Frederica, que recentemente foi descoberto que na verdade não é uma tartaruga fêmea, mas, sim, um macho. Diante disso, pode-se afirmar que Jonathan é a primeira tartaruga homossexual do mundo.

De acordo com informações divulgadas pelo jornal O Dia, do Rio de Janeiro, a tartaruga já habita na ilha desde os seus 30 anos.

Ela foi dada como um presente para o governador da ilha. O jornal britânico The Times afirmou que a tartaruga conviveu solitária na ilha por muitos anos, mas, quando completou 80 anos, passou a ficar extremamente irritado, onde acabava batendo em árvores e até mesmo adentrando em campos para interromper jogos de críquete, que eram realizados no quintal da mansão.

Deste dia em diante, a tartaruga foi presenteada com uma “parceira”, a famosa Frederica.

Ambos tiveram um bom relacionamento. Acasalavam-se constantemente, porém, somente após 26 anos, seus cuidadores perceberam que mesmo presenciando o acasalamento entre as tartarugas, nenhum filhote nasceu, o que ocasionou uma curiosidade para saber o porquê de nada ter ocorrido.

Diante de tal curiosidade, a tartaruga Frederica foi conduzida ao médico veterinário para o tratamento de uma ferida sobre o casco.

O que era para ser apenas um tratamento para a ferida acabou trazendo a grande surpresa: Frederica, na verdade, se tratava de uma tartaruga macho. Daí então, comprovou-se que a tartaruga Jonathan esteve mantendo relações homossexuais durante os últimos 26 anos e esse teria sido o verdadeiro motivo pelo qual não havia o nascimento de filhotes.

Vale ressaltar que para diferenciar o sexo das tartarugas não é tarefa muito fácil.

Geralmente se identifica o sexo através da curvatura do casco inferior, pois os machos possuem a barriga mais côncava, de modo que se encaixa melhor ao subir sobre a fêmea. Porém, como essa espécie de tartarugas são muito grandes, essa diferença acabou não sendo percebida.

Qual a sua opinião? Deixe seu comentário abaixo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo