Uma campanha lançada pelo Museu do d'Orsay e pelo Museu da Orangerie, em Paris, no ano de 2015, será retomada, com o objetivo de atrair mais famílias para realizar visitas aos locais. Um dos slogans contidos nos cartazes é: 'Tragam seus filhos para ver gente nua'.

A publicidade utiliza ao todo, nove cartazes [VIDEO], que foram espalhados pelas ruas, metrôs e pontos de ônibus de Paris, mas a que vem chamando mais atenção da população e ganhou o público nas redes sociais, é a que contém a obra do pintor francês Auguste Renoir, realizada em 1907, Mulher Nua Deitada - 'Femme Nue Couchée'. A pintura exibe uma mulher jovem nua deitada na cama, com os seios à mostra e as partes íntimas cobertas.

Apesar da mulher nua na obra, o que mais chamou a atenção do público foi a frase utilizada na propaganda.

Segundo informações da agência de publicidade que produziu a propaganda, Madame Bovary, a campanha foi apreciada pelo público e não houve qualquer tipo de polêmica, pois o principal objetivo da campanha era se colocar no lugar das crianças quando vão aos museus, bem como tentar compreender seus pensamentos, e reações diante de uma obra de arte.

O anúncio tem o objetivo de realizar uma inversão de valores, na qual a intenção é que as crianças levariam os pais aos museus, e não os pais levariam as crianças, explica Amélie Hardivillier, diretora de comunicação dos museus.

Amélie afirma ainda qu o objetivo é atrair diferentes públicos, como crianças e adolescentes, pois, segundo ela, todos deveriam comparecer com frequência as exposições de arte.

Os melhores vídeos do dia

A publicidade tem a principal intenção de unir obras de artes antigas aos principais temas atuais abordados. Outro exemplo que poderia ser facilmente utilizado nesta campanha, seria o santo São Sebastião, mas se olhar sob outra ótica, mais moderna e atual, o santo poderia se tornar um gay, explica a diretora.

A diretora de comunicação afirma ainda, que o museu não possui classificação de idade em nenhuma de suas obras, nem mesmo em relação à polêmica obra 'A Origem do Mundo - 'L'Origine du Monde', que é do artista Gustave Courbet, realizada em 1866 e adquirida pelo museu em 1995, na qual existe muita relação com a nudez e já foi alvo de diversos debates. A obra, apesar de ser protegida por um vidro e ficar em uma sala isolada do museu, é totalmente aberta ao público. Amélie diz que, a arte serve para incomodar as pessoas e levar ao público uma reflexão e realizar questionamentos.