Alguns casos que envolvem abusos são realmente surpreendentes. Entender o que acontece nem sempre é uma tarefa fácil. [VIDEO] No Brasil, alguns casos que envolvem abusos e profissionais da saúde não são tão comuns. Por aqui, o médico Abdelmassih ficou famoso após abusar de uma paciente durante uma consulta.

No entanto, no exterior, esse tipo de comportamento também é comum. [VIDEO] Muitos sites fazem questão de noticiarem casos que ficam famosos. Entender a mente perversa de quem realiza esse tipo de crime não é nada fácil. Um episódio que aconteceu em um hospital público da cidade de La Paz, na Colômbia, é um exemplo.

Na Colômbia, enfermeiro faz sexo com cadáver, mas esposo faz flagrante

O episódio é conhecido como necrofilia e causa, ao mesmo tempo, nojo e revolta.

O enfermeiro, aproveitando que estava sozinho com o cadáver da mulher no hospital, decidiu fazer sexo com ele. A mulher tinha acabado de falecer.

Há apenas uma hora os médicos tinham confirmado sua perda e, por isso, seu cadáver foi levado o necrotério. O esposo, ao saber da notícia, foi correndo ao hospital e, ao entrar no necrotério, encontrou o abusador em cima do corpo da mulher.

Mulher sofre abuso depois da morte e é defendida pelo seu esposo

O enfermeiro que teria realizado a terrível barbaridade foi identificado como Grover Macuchapi Calle, de 27 anos. Ele estaria em um ato insano com o corpo da pobre moça, mesmo sabendo que isso o que estava a fazer é bastante errado. O esposo da pobre mulher acabou agredindo quem abusou do corpo da mulher.

Ele ficou furioso com a cena, especialmente porque a esposa não poderia se defender, já que estava morta.

Os melhores vídeos do dia

O esposo espancou o enfermeiro e somente parou quando a segurança do hospital apareceu. Os profissionais da segurança foram testemunhas de que o enfermeiro estava nu com o cadáver.

Ambos foram levados para uma delegacia próxima ao hospital onde a vítima faleceu, onde precisaram explicar o que teria ocorrido. O marido se disse desolado diante de tamanho desrespeito. Já o enfermeiro garantiu que não lembra de nada do que aconteceu e que, no momento do estupro ao cadáver, ele estaria em transe.

Segundo Grover Macuchapi, tudo aconteceu como se fosse um sonho. Além disso, a última cena que o criminoso se recorda é da pancada que levou do marido da paciente. Apesar da desculpa em tom duvidoso, ele pode ficar diversos anos na cadeia e, é claro, perder a função de enfermeiro onde trabalhava.