A política é um tema bastante polêmico não apenas no Brasil, mas em todo o planeta. [VIDEO] No Brasil, o assunto vira e mexe, ganha tônica nos debates. No entanto, no exterior situações parecidas também acontecem. Nos Estados Unidos da América, um deputado estadual teve a carreira arruinada após ser flagrado tendo relações sexuais com outro homem. O político, identificado como Wes Goodman, de 33 anos, acabou renunciando ao cargo depois que o seu flagrante viralizou. O fato foi noticiado em primeira mão pelo diário 'Columbus Dispatch' e acabou repercutindo aqui no Brasil graças o portal de notícias do jornal Extra. [VIDEO]

Deputado que zelava pela 'família cristã' é pego com outro homem no gabinete, nos EUA

A situação para Wes Goodman se tornou ainda mais vexaminosa para o deputado, porque ele lutava pela chamada família tradicional.

Em seus discursos, o político lutava contra o casamento de pessoas do mesmo sexo. Wes é casado com uma mulher e defendia o cristianismo na essência, criticando as famílias que não fossem compostas por homem e uma mulher.

Um visitante do gabinete do deputado ouviu um barulho estranho e viu a cena de Wes com outro homem, fazendo com que a carreira do parlamentar praticamente chegasse ao fim.

Político que era contra gays tinha caso homossexual e ao sair do armário renunciou

Wes se viu sem saída. Ele, que representava o poder legislativo do estado de Ohio, acabou se demitindo do cargo. Antes disso, no entanto, Goodman teve uma reunião com o representante de seu partido, Cliff Rosenberger. Ambos acharam melhor ele se desligar da política devido à conduta inapropriada, já que é proibido o uso do espaço público para a realização desse tipo de ato.

Já outro porta-voz da legenda, Brad Miller, deu explicações para os jornalistas americanos.

Parlamentar vê carreira ir ladeira abaixo por pregar algo e fazer outra coisa

Brad Miller falou que o parceiro do deputado não trabalhava no gabinete, tampouco era um funcionário público. Ele explicou ainda que ambos os homens queriam ter o encontro e que não houve qualquer tipo de abuso. Na biografia do Twitter, Goodman se descrevia como "cristão, americano, conservador, republicano" e ainda citava a mulher, Beth. Uma de suas principais plataformas políticas era a defesa do matrimônio entre pessoas de sexo diferentes.

E você, o que pensa sobre o assunto? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas diversos na sociedade.