Nada é tão ruim que não possa piorar. Você já deve ter se deparado com notícias horríveis que mostram todo o tipo de violência no Brasil e no mundo, mas quando você pensa que já viu de tudo, eis que se depara com um caso macabro e aterrorizante como este. Uma mulher conheceu um homem e como acontece em milhares de outros relacionamentos, eles combinaram um encontro. Ele propôs um jantar romântico para se conhecerem melhor, mas o que ela não imaginava nem em seus piores pesadelos é que seria o prato principal daquela noite de terror que ocorreu na Rússia.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

De acordo com o portal de informações do jornal britânico Daily Mail, a mulher, identificada como Irina Gonchar, de 41 anos, conheceu Anatoliy Ezhkov, de 45 anos, pela internet, e os dois decidiram se encontrar.

O homem a convidou para sua casa, onde, segundo ele, teriam um jantar romântico para que pudessem se conhecer melhor. Mas o jantar infernal mudou a vida da enfermeira para sempre. Ela caiu das garras de um canibal e teve seu rosto desfigurado e outras partes do corpo arrancadas com mordidas.

Jantar do terror

O encontro aconteceu em um albergue, localizado em Kurgan, região central da Rússia. Depois de chegar a casa do monstro, eles conversaram um pouco e tomaram alguns drinques. Logo depois, Ezhkov a atacou, amarrou Irina e começou a devorá-la viva. Ele arrancou com mordidas parte de seu nariz, orelhas e as pontas dos dedos.

Não satisfeito, ele também [VIDEO] devorou outras partes do corpo de mulher. A tortura durou aproximadamente 4 horas. O canibal russo arrancou pedaços das costas de Irina na região da coluna vertebral causando dores horríveis.

O homem tentou estrangulá-la, mas, por causa da enorme quantidade de sangue que escorria dos ferimentos, suas mãos escorregaram e ele não conseguiu asfixiá-la.

Vizinhos do canibal ouviram os gemidos de dor e o choro da mulher. Foi então que eles acionaram a polícia, que, ao chegar no local, deparou com a mulher totalmente desfigurada e muito ferida. Irina foi levada às pressas para um hospital, aonde chegou em estado grave, com uma costela quebrada, concussão e com várias feridas por todo o corpo provocado pelas mordidas do canibal.

Revolta e desespero

Depois de ser levado até a delegacia, Ezhkov foi ouvido, pagou fiança e foi liberado logo em seguida. Parentes, amigos e os vizinhos do criminoso estão inconformados por ele não ter sido preso. Um irmão da vítima, que não quis ter seu nome revelado, disse que Irina está em estado de choque, bastante ferida e teve o rosto mutilado.

Agora todos temem que, quando a vítima sair do hospital, ele a procure para matá-la. Irina continua internada sem previsão de alta, o estado de saúde dela é estável. Um porta-voz da polícia [VIDEO]confirmou que o incidente ocorreu, mas recusou-se a comentar.