Explosões fantasmas [VIDEO] continuam a chamar atenção dos moradores e da imprensa norte-americana. De acordo com a conceituada emissora CBS News, o fenômeno voltou a acontecer nesta terça-feira (21). Habitantes do estado do Colorado (EUA) foram as novas ‘vítimas’ dos enigmáticos sons, cuja origem permanece indecifrável.

Com o título ‘Booms misteriosos ao redor do mundo ouvido no Colorado’, o jornalista Chris Spears inicia a matéria comentando o registro dos peculiares estrondos em diferentes cidades.

“Você ouviu um boom alto ou dois em torno das 9 horas da noite de segunda-feira? Centenas de pessoas de Lakewood para Brighton, Lochbuie e Elizabeth foram às mídias sociais relatando um a dois sons distintos de explosão que sacudiram as janelas e as paredes”.Confira a manchete.

O periodista da mesma emissora, Dillon Thomas‏, que vive em Brighton, testemunhou o incidente enquanto estava em casa. Ele falou com centenas de pessoas do município de Lochbuie, que sentiram tremores em suas residências, após ouvirem “o que parecia ser uma explosão alta”.

Ao contatar a polícia local, autoridades confirmaram as chamadas, porém, não descobriram a procedência dos incomuns barulhos.

Confira na íntegra o relato da polícia.

A seguir, veja reportagem sobre o assunto. Nela, jornalistas apresentam algumas hipóteses para justificar os ruídos. Elas vão de aviões supersônicos a alienígenas.

Mistério sem fim

Dillon Thomas argumenta que barulhos desse tipo são notados em todo o planeta, desde a Rússia a Austrália. Embora o jornalista acredite se tratar da reentrada de corpos celestes, o meteorologista da CBS, especialista em astronomia, Ron Hranac, avalia que não.

Na concepção dele, para meteoros produzirem esse tipo de explosão, eles teriam de ser grandes suficientes para colidir contra o solo. No entanto, os meteoroides que atingem a Terra com frequência “são muito pequenos para chegar ao chão”.

Força Aérea nega relação com os acontecimentos

Militares do Colorado explicaram à CBS, que as operações aéreas foram interrompidas antes do horário das explosões.

“Entrei em contato com a Base da Força Aérea de Buckley e eles me disseram que todas as suas missões terminaram às 8h8 da noite, de modo que o barulho não foi causado por um jato militar”, comenta o repórter.

Dillon Thomas também acionou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) para saber se houve terremotos na região. Entretanto, nenhum tremor foi observado naquela data. Todavia, no mesmo dia, horas depois do incidente, um evento astronômico aconteceu no céu do Colorado.

“Havia uma bola de fogo fotografada na noite passada, muito acima do Colorado, mas às 11h38, algumas horas depois dos estrondos fortes”, confidencia o jornalista.

Até o momento, o enigma [VIDEO] permanece.