Antes do dia 13 de novembro, Luke Jackson, 36 anos, era apenas um paisagista autônomo e pai de três filhos que, ao se divorciar da mulher, estava a alguns meses na casa do irmão Tom, em Sheffield (Inglaterra [VIDEO]), tentando recomeçar a vida. Enfim, ele era apenas mais um na multidão.

Porém, ao acordar na madrugada daquela data para fumar um cigarro, tudo mudou. Ele acabou conhecido em todo o mundo ao estampar as principais manchetes dos jornais ingleses, entre eles o Daily Mail. Na ocasião, ao acender o tabaco, Jackson percebeu que tinha companhia: o fantasma [VIDEO] da antiga inquilina. O problema é que ela havia morrido 18 meses atrás.

Antes de notar a suposta assombração, diz ter ouvido passos no andar de baixo. Curioso para saber a origem do barulho, Luke ativou a lanterna do celular e fotografou na direção dos ruídos.

O resultado pode ser visto na foto abaixo: a aparente silhueta de uma pessoa idosa, tentando abrir a porta da cozinha. Para ele não há dúvidas de o espírito pertencer a antiga habitante. Devido as imagens, ele foi destaque na mídia internacional.

Em depoimento à imprensa, Luke conta que até mesmo a namorada do irmão, Alice Thomas, 25, suspeita de manifestações fantasmagóricas no local.

“Alice me disse que, uma vez ouviu batidas e passos. O barulho especialmente veio das escadas”.

Jackson destaca conhecer a identidade da antiga inquilina ao analisar documentos do morador anterior. Depois do inusitado registro, tem certeza de a velha senhora ainda frequenta a habitação. Quando viva, conta o britânico, ela tinha dificuldade para andar.

"Já falamos sobre essa mulher antes. Ela teve problemas de mobilidade aparentemente - problemas com descer as escadas”.

A hora do espanto

Tudo aconteceu às 2h30 da madrugada. Conforme o inglês, naquele dia 13 de novembro ele não conseguiu dormir. Estava preocupado com o planejamento de um novo trabalho de paisagismo.

Para refletir melhor, levantou da cama e foi para o corredor. Lá, rapidamente percebeu que não estava só. “Eu apenas comecei a ouvir os passos e era como se houvesse algo lá. Usei meu telefone como uma lanterna tirando uma foto. Foi quando eu capturei isso”.

Para Jackson, a foto é a imagem mais nítida de um fantasma que ele já viu. “Há muitos vídeos de fantasmas onde é evidente uma traça voando na frente da câmera ou algum tipo de reflexão - mas isso foi diferente. Às vezes você tem pedaços da coisa, braços e pernas, mas nunca uma foto inteira de tudo. Esta foto é quase perfeita demais", finaliza.

Ao que parece, a casa da antiga senhora é mais atrativa para ela que o ‘lado de lá’. Afinal, mesmo depois de morta ela reluta em deixar o ambiente.