A pacata Cidade de Sutherland Springs, no Texas, Estados Unidos, com pouco mais de 360 habitantes, teve sua paz interrompida após um homem entrar em uma Igreja Batista e disparar contra os fiéis.

O governador Greg Abbott disse: "Não sabemos se o número vai subir ou não, tudo o que sabemos é que são muitos e essa será uma longa manhã de luto para queles que sofrem".

26 pessoas morreram

Ao menos 23 vítimas morreram dentro da igreja, enquanto ocorria o culto. Outras duas foram atingidas enquanto estavam do lado de fora e uma durante o deslocamento ao hospital.

Há registro de feridos. Nos hospitais da região, os feridos foram atendidos e outros ainda foram transferidos.

O número de vitimas só não foi maior porque algumas pessoas tiveram sorte e conseguiram escapar.

Manhã de terror

O porta-voz do Departamento de Segurança Pública do Texas, Freeman Martin, disse que o atirador estava em um posto de gasolina por volta das 11h20 (15h30, pelo horário de Brasília) e atravessou a rua em direção à igreja e apertou o gatilho diversas vezes.

Ainda segundo Freeman, o atirador estava completamente trajado de com roupas escuras e usava um colete à prova de balas.

Não medindo esforços, o atirador resolveu ir para o outro lado e então entrou na igreja para continuar concluir o massacre.

Após o massacre, o suspeito foi perseguido e chegou a bater o veículo.

A polícia informou que ele foi morto, mas ainda não soube precisar se ele levou um tiro ou se cometeu suicídio.

Carro repleto de armas

Segundo a Polícia, no carro havia ainda outras armas.

Tudo leva a crer que o atirador tinha como objetivo matar o maior número de pessoas.

A filha do pastor, Frank Pomeroy, de penas 14 anos, é uma das vítimas fatais.

Assassino identificado

O atirador foi identificado como um homem branco, de nome Devin P. Kelley, de 26 anos de idade.

Ele vivia nas proximidades de San Antonio e não parece ter associação com grupos terroristas, disse um policial.

A polícia investiga o que o levou a fazer tamanha barbárie, inclusive já analisaram suas redes sociais, onde pelo menos uma foto com uma arma AR-15 foi postada.

No Twitter, o Presidente americano Donald Trump expressou-se:

Caso recente

Recentemente Las Vegas foi palco de uma tragédia.

Tudo aconteceu à noite, enquanto milhares de pessoas curtiam um show country.

Posicionado na janela do famoso Hotel Mandalay Bay o atirador disparou contra a multidão [VIDEO]. Cinquenta pessoas morreram.

Em fevereiro deste ano, no Rio de Janeiro, uma igreja evangélica foi atacada. O motivo desta vez foi intolerância religiosa. Ninguém se feriu.