Kim Kardashian, Rihanna e Cara Delevingne são algumas das celebridades que estão exigindo Justiça para uma mulher que passou os últimos 13 anos na prisão, por ter matado um homem que a manteve presa, como escrava, quando ela tinha apenas 16 anos. Cyntoia Brown foi vítima de tráfico por um proxeneta chamado 'Cutthroat', que abusou física e verbalmente dessa menina, que a estuprou [VIDEO]e entregou a outros homens para que a estuprarem. Finalmente, ele vendeu essa menina para um agente de imóveis de Nashville, chamado Allen, de 43 anos, que a manteve como escrava, até o dia em que ela lutou contra ele e o matou. O caso foi julgado em 2004 e a menina, de 16 anos, foi condenada a uma pena de prisão perpétua, com um mínimo de 51 anos na cadeia.

Supostamente, a jovem estava temendo que seu agressor a matasse e, antes que isso acontecesse, ela pegou em uma de suas armas e disparou contra ele, de acordo com a FOX 17. No entanto, o caso foi julgado como um caso de homicídio e a menina pegou a pena máxima, parecendo que no tribunal ignoraram sua idade e que ela estava sendo abusada e estuprada por vários homens.

O caso está recebendo nova atenção [VIDEO] depois que um tweet mostrou Cyntoia no tribunal e detalhando seu caso com a hashtag '#FreeCyntoiaBrown', ou seja, pedindo para libertarem a menina. O tweet, com imagens de um documentário de TV, se tornou viral na segunda-feira (20). Agora, celebridades, incluindo Kim Kardashian e Rihanna, estão usando sua fama para pedir justiça para Cyntoia Brown.

Kim Kardashian, de 37 anos, disse que já chamou sua própria equipe de advogados para ver se eles podem ajudar a lutar por essa jovem, que está condenada a passar toda sua vida na cadeia.

"O sistema falhou. É de partir o coração ver uma jovem menina sendo traficada, e então quando ela tem a coragem de ripostar, ela fica presa por toda a vida", escreveu Kim, no Twitter. "Temos que fazer melhor e fazer o que é certo. Liguei para meus advogados ontem para ver o que pode ser feito para corrigir isso. #FreeCyntoiaBrown", escreveu Kim, visivelmente incomodada com esse caso.

A cantora Rihanna disse que algo está "horrivelmente errado", quando a Justiça não faz nada contra os estupradores e atira uma menina, vítima do crime, para a cadeia por toda a vida. "De alguma forma, mudamos a definição de justiça ao longo do caminho", escreveu a cantora no Instagram.

"Para cada um de vocês responsáveis ​​pela sentença dessa criança, espero por Deus que não tenham filhos, porque esta poderia ser sua filha sendo punida depois de já ter sido punida antes", escreveu Rihanna, no post emotivo do Instagram.

A modelo britânica Cara Delevingne também ficou horrorizada, escrevendo em um post do Instagram: "O sistema de justiça é tão atrasado!!! Isso é completamente insano #freecyntoiabrown".

Pessoas no Twitter unidas por essa causa

Porém, não só as celebridades estão lutando por essa causa. Várias pessoas estão usando essa 'hashtag' no Twitter e Instagram, pedindo para libertarem essa menina da cadeia. Muitas pessoas consideram que essa menina apenas se defendeu de seu agressor, e que não merecia pegar uma sentença tão dura. Algumas pessoas falam mesmo que um estuprador jamais pegaria uma sentença para a vida, como eles deram para essa jovem de 16 anos, por lutar contra o raptor, após dias sendo estuprada por homens diferentes, a quem foram vendendo.