A violação é um termo usado para descrever uma agressão sexual ou o contato ou comportamento sexual forçado, que acontece sem consentimento. Homens e mulheres podem ser vítimas de estupro e qualquer pessoa que tenha provado ter feito este crime enfrentará uma certa punição legal.

Foi o que aconteceu neste caso, onde uma jovem foi estuprada por quatro membros da família. Todos foram presos e responderão pelos seus crimes atrás das grades.

Entenda como tudo aconteceu

Em um incidente chocante, uma menina do estado de Uttar Pradesh, n Norte da Índia, acusou o próprio pai, irmão e dois tios de a estuprarem como uma punição por fugir de casa com o namorado.

Publicidade
Publicidade

Todos os quatro acusados foram presos.

De acordo com a imprensa local, a mulher também acusou sua família de lhe forçar a fazer um aborto, mas o estado de sua gravidez não ficou imediatamente claro. A Polícia abriu uma investigação, uma vez que a mãe da vítima e a esposa de seu irmão alegaram que a vítima estava mentindo.

Segundo a polícia, a suposta vítima fugiu com um homem de 32 anos, que é pai de três filhos e vive na mesma aldeia de sua família.

Publicidade

Conforme informações do jornal The Times of India, a vítima, que tem 21 anos, fugiu com o amante duas vezes, uma vez em julho e novamente em outubro. Em ambas as ocasiões, a família da menina registrou queixa de sequestro junto à polícia. Na época, o homem foi preso, mas foi libertado pela primeira vez depois que a garota testemunhou a seu favor em um tribunal local, dizendo que ela não tinha sido raptada, mas fugiu com ele.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Na segunda ocasião, a menina aproximou-se de um tribunal superior apresentando o caso de estupro coletivo em 2 de novembro e alegando que foi obrigada a abortar. Nas ordens do tribunal superior do estado, uma queixa policial formal foi registrada contra o pai da menina, Hakim, o irmão Saabir e tios Sameen e Aashu em 18 de novembro. As prisões foram feitas na segunda-feira (27), com todos os quatro homens enfrentando acusações de estupro coletivo.

Eles também foram acusados de causar aborto espontâneo sem o consentimento da vítima. Enquanto isso, a mãe da vítima e sua cunhada acusaram a menina de fazer afirmações falsas "sob a influência de seu amante". Não foi informado se a vítima tinha sido submetida a um exame médico para confirmar se ela foi vítima de estupro. O caso continua sendo investigado pela polícia local. Qual a sua opinião sobre esse crime bárbaro?

Publicidade

Deixe seus comentários logo abaixo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo