Uma americana, Emily Mueller, de 33 anos, que mora em Ohio, nos Estados Unidos, ganhou muita fama na internet ao posar para uma sequência de fotos grávida. Mas não era qualquer foto, na verdade, era algo bem inusitado. A jovem queria fazer um ensaio com animais que fizeram parte de sua vida. Ela fez um ensaio com nada menos que 20 mil abelhas na barriga. Muitos diriam ser extremamente irresponsável os cliques com a moça, mas ela se sentia segura, pois já conhecia bem o comportamento das abelhas.

O ensaio foi um sucesso. Publicado em redes sociais, quem amou ou odiou, comentou. As fotos não passaram imunes a opiniões boas e ruins.

Teve gente que apoiou, mas muita gente criticou o fato dela colocar potencialmente seu bebê em risco.

Depois do ensaio pré-parto, a mulher americana partiu, alguns dias depois, para o hospital para ganhar seu bebê, mas uma triste notícia acabou abalando sua família.

Bebê de Emily nasce morto e mistério ronda a família

Emily revelou que muita gente estava na expectativa dela mostrar seu bebê, já que a fama, depois de fazer as fotos, foi instantânea. Entretanto, na última semana, uma triste notícia abalou a família. O bebê de Emily nasceu morto. Em seu Facebook, a mulher desabafou e contou como tudo aconteceu [VIDEO].

'Muitos esperavam o nascimento do nosso famoso bebê que chamou a atenção, após a sessão de fotos com abelhas. Entretanto, Jesus decidiu que precisava de um apicultor no céu e acabou levando Emersyn Jacob com ele', escreveu a comovida e frustrada mamãe.

Ela, que já tem três filhos, chegou a notar algo estranho em sua gravidez depois do ensaio, mas acreditou ser normal. Emersyn não estava mais chutando na barriga e não eram mais notados movimentos em seu ventre.

A mulher correu para o hospital e logo teve o diagnóstico médico: não estava sendo possível ouvir o coração do pequeno. O bebê precisou ser retirado e infelizmente nasceu morto. 'Emersyn nunca voltará conosco para a nossa casa', disse Emily. O parto de Emily estava previsto para seis dias depois do ocorrido.

A causa da morte do bebê ainda é um mistério e não se pode ainda afirmar se tem alguma correlação com o ensaio com abelhas. O certo mesmo é que a placenta de Emily foi enviada para análise logo depois do parto do natimorto.

A mãe ainda lamentou muito o fato de seu bebê não voltar para casa com ela e não ter visto nem mesmo um sorriso da criança. 'A expectativa era grande, faltavam apenas seis dias para o parto', revelou.

A mulher se sentia tranquila, pois além de ter histórico com os insetos, seu marido também conhece o manejo de abelhas.

Veja outra triste notícia: Promotoria garante que Kelly foi barbarizada em crime mais cruel antes da morte [VIDEO]

Violência fatal: Bandidos em farmácia não respeitam PM com o filho no colo e se dão mal [VIDEO]