A Polícia prendeu uma mulher recém-casada acusada de homicídio depois de ter supostamente envenenado o leite do marido e matou inadvertidamente outras 17 pessoas em uma aldeia localizada perto da cidade de Ali Pur, na província de Punjab, no Paquistão. De acordo com o porta-voz da polícia do distrito, Sohail Habib Tajak, um juiz permitiu que a polícia questionasse a mulher, identificada como Aasia Bibi, de 21 anos, por duas semanas para determinar se foi ela ou o homem identificado como seu namorado, que planejou envenenar seu marido. [VIDEO]

"Este incidente aconteceu na semana passada e nossos oficiais fizeram progressos ao prender uma mulher e seu amante em conexão com este caso de assassinato, o que foi complicado e desafiador para nós", disse Tajak.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Polícia

Tajak disse que Bibi se casou contra sua vontade em setembro em uma aldeia perto da cidade de Ali Pur, a 100 quilômetros a sul de Multan, uma cidade na província oriental de Punjab.

Tajak relatou que Bibi não estava feliz com o marido e queria voltar para a casa de seus pais. Ela aparentemente obteve uma substância venenosa de seu namorado, Shahid Lashari, na semana passada e misturou-a em leite [VIDEO]para o marido, que se recusou a beber, disse Tajak.

A sogra da mulher, mais tarde, usou inadvertidamente o leite contaminado para fazer uma bebida tradicional baseada em iogurte e serviu para 27 membros de sua família, que ficaram inconscientes e foram hospitalizados. Dezessete pessoas morreram e 10 ainda estão sendo atendidas no hospital.

"Eu pedi repetidamente aos meus pais para não me casarem contra minha vontade, pois, minha religião, o Islã, também me permite escolher um homem para eu me casar, mas meus pais rejeitaram todas as minhas súplicas e eles me casaram com um parente", disse ela.

Ela disse que seu romance com seu namorado continuou depois que ela se casou. Bibi disse que tinha avisado seus pais que ela estava determinada a pedir o divórcio, mas eles se recusaram a permitir que ele se divorciasse. Ela disse que o namorado lhe deu uma substância venenosa [VIDEO], para ela tentar matar seu marido. Ela expressou remorso pelas mortes, dizendo que seu alvo era apenas seu marido. Tajak disse que a polícia estava tentando rastrear e prender todos aqueles que estavam cientes da trama. Ele disse que namorado da acusada confessou fornecer a substância venenosa para amante. O caso continua sendo investigado. Qual a sua opinião sobre esse terrível incidente? Deixe-nos seus pensamentos na seção de comentários logo abaixo.