A intolerância é uma das bases ideológicas de muitas religiões. Contudo, parece que com o passar do tempo, a disseminação dos pensamentos que não toleram o que é diferente está ultrapassando a questão apenas religiosa. Para exemplificar, um pastor diz que os Veganos são demônios. Essa declaração causou grande polêmica na internet, onde o vídeo da pregação religiosa contra os hábitos alimentares dos veganos tomou grande repercussão. Steven Anderson é fundador da Igreja Batista Palavra Fiel, uma corrente independente fundamentalista, no Arizona (EUA).

O pastor Steven Anderson afirmou que tanto o vegetarianismo quanto veganismo são antibíblicos, pois a ideia de não ingerir carne tem como base a busca de uma substituição moral ensinada há milhares de anos e que está nas Escrituras Sagradas.

Segundo o líder evangélico norte-americano, a Bíblia não promove nenhuma prática vegetariana, pelo contrário. Dessa forma, as pessoas que tentam influenciar que outras pessoas sejam vegetarianas ou veganas e dizem que Deus aceita o veganismo está praticando uma doutrina de demônios.

Para completar a disseminação da ideia de intolerância, o pastor Steven Anderson afirmou que em uma conversa com um vegano, caso ele tente convencer o líder religioso a não comer carne, o homem de Deus dirá: "sai, Satanás!"

De acordo com o pastor, a ideia de não se alimentar de carne ou derivados é uma opção para substituir as ideias bíblicas, pois isso é a "salvação dos animais". Segundo ele, Deus não quer cuidar dos bois. O criador prefere se preocupar com os humanos, pois são feitos a sua imagem e semelhança.

Ao fazer a pregação, Steven Anderson sabe que está gerando polêmica. Contudo, o homem faz provocações contra as pessoas que discordarão de suas ideias e exercerão o direito de livre manifestação do pensamento [VIDEO]. No vídeo, o pastor ironiza dizendo para deixar os comentários do YouTube entrar, pois serão de veganos e vegetarianos.

Para encerrar a polêmica pregação, o pastor faz aquele famoso bate e assopra. Ele diz que não vai julgar as pessoas que optam por serem veganas. O líder da igreja afirma que não se deve tratar mal as pessoas que aderem ao veganismo ou são vegetarianas.

Quando um pastor não respeita o simples fato de uma ideia de hábitos alimentares, influenciando os fiéis a entenderem que os veganos são demônios, é possível perceber o quanto a sociedade ainda precisa evoluir. Afinal, a intolerância com o pensamento diferente começa com pequenas atitudes como essa. Qual a sua opinião sobre a pregação d pastor contra o veganismo? Concorda ou discorda? Deixe seu comentário!

Veja o vídeo: