Celebrado na última quinta-feira de novembro, nos Estados Unidos [VIDEO], o Dia de Ação de Graças surgiu em 1620, em Plymouth (Massachusetts), como forma de comemorar as boas colheitas no mês de outono, no hemisfério norte. Basicamente é um feriado cristão destinado a agradecer a Deus.

Contudo, as festividades na última quinta-feira (23), no município de Chester (Virgínia), foram interrompidas após a dramática notícia de um pastor da igreja Luterana matar a tiros a esposa, a enteada e o namorado dela.

De acordo com o New York Post e o jornal local Richmond Times, o religioso Christopher Gattis, 58 anos, acusado de homicídio triplo em primeiro grau, assassinou os parentes em casa, durante à noite de comemorações.

Abaixo, imagem dele com a esposa, em 2014.

Ao chegar no local, por volta das 11h30 da manhã do dia seguinte, a polícia encontrou o corpo de Andrew E. Buthorn, 36, no pátio, na parte da frente da moradia. Já a mulher dele, Jeanett L. Gattis, 58, e a filha Candice L. Kunze, 30, morreram dentro de residência.

O pastor, cujos sermões eram ouvidos pelos fiéis da igreja Luterana Grace, desde 2014, foi detido no interior da casa, próximo aos cadáveres das mulheres. Autoridades disseram que todos moravam no local. Porém, a motivação do crime permanece uma incógnita.

No momento, investigadores tratam o assunto como homicídio [VIDEO] doméstico. Confira a foto dele com a mulher, a filha e o namorado dela, durante seu casamento, em 2009.

Em comunicado à imprensa, a igreja Luterana do município demonstrou consternação com o episódio. “Os membros da Igreja estão profundamente entristecidos com a perda de vidas na noite passada. [A Igreja] experimentou muitas dificuldades ao longo dos anos, mas esse desgosto tem desafios únicos. A Igreja Grace Luterana pede as orações da comunidade à medida que a nossa congregação começa o processo de enfrentar o sofrimento experimentado por todos os envolvidos".

‘Família feliz’

Larry Patton, vizinho da família, comenta ao Richmond Times que ela não aparentava problemas. “Eles eram boas pessoas”. Patton acrescenta que a enteada do pastor, conhecida no bairro como Candy, se mudou para a residência com o namorado Buthorn a cerca de seis semanas. Antes, eles viviam no Oregon.

Larry ainda destaca o fato do pastor, conhecido na comunidade como ‘Chris’, ser uma pessoa altruísta, sempre disposto a ajudar os necessitados. “Ele faria qualquer coisa por você. Ele sempre foi rápido para rir”.

Conforme o residente, no dia do feriado de Ação de Graças nada de anormal foi ouvido ou percebido. “É triste que o Ato de Graças tenha terminado assim”, lamenta.

Ao que parece, Gattis passará longos anos afastado do ‘rebanho’.