É bem comum histórias que vêm dos Estados Unidos e que falam sobre professores que passaram dos limites por lá. [VIDEO]Um bom caso está envolvendo uma professora de outro país, a Colômbia, e teve repercussão mundial. Yokasta M, de 40 anos de idade, está sendo acusada de praticamente obrigar que parte de seus alunos fizessem sexo com ela. O caso foi noticiado pelo tabloide inglês 'Daily Mail' e repercutiu em todo o planeta. A professora colombiana causou um tremendo alvoroço nas redes sociais. O conteúdo deu o que falar. [VIDEO]

Alunos eram 'obrigados' a fazer carícias na professora que gostava de fazer nudes

Os alunos que sofriam os terríveis abusos tinham entre 16 e 17 anos de idade.

A professora também era adepta das famosas nudes. As fotos sensuais eram enviadas por ela na internet e chamavam a atenção de quem olhava. Muitos dos estudantes que recebiam o material sequer tinham experiência sexual e ficaram horrorizados ao verem as cenas da "Teacher" sem qualquer roupa em seus celulares. Há quem acredite que esse tipo de imagem não vá sair tão cedo da cabeça deles. Por isso, existe o desejo de punição para a professora, que passou do ponto na hora de se relacionar com seus pequenos.

Professora abusa das nudes e agora pode ficar vestida 40 anos na cadeia

O que Yokasta M não imaginava é que sua tara por enviar fotos sensuais rapidamente seria descoberta. Quem viu as imagens não perdoou e achou que havia chegado a hora da professora receber uma espécie de punição, que tivesse à altura do material que foi parar na internet.

Agora, como noticiam os portais de notícias que cobrem o caso, ela pode ficar até quarenta anos na detenção. Sem dúvidas, o tempo é bastante grande para quem apenas queria uma diversão a mais e não calculava as leis que giram ao seu redor, de que tal fato seria, na verdade, não só proibido, como também ilegal.

Por boas notas, alunos tinham que ceder aos encantos de professora sexy na Colômbia

O caso aconteceu na cidade de Medellín, na Colômbia, mas repercutiu até mesmo nos EUA. O Canal 4, por exemplo, revelou que os abusos da professora começaram em janeiro, mas que se postergaram até o mês de abril. Ela sempre se aproximava da mesma forma dos docentes. Primeiro, a professora pedia o número dos alunos. Em seguida, avisava que queria fazer uma liçãozinha, até que enviava as fotos.

Ela é casada e convidava os alunos para passar um tempo em seu apartamento. Os garotos aceitavam e quando chegavam lá, eram coagidos e obrigados a se relacionarem com ela. Caso negassem, eles eram ameaçados a repetir de ano.