Infelizmente, estamos sujeitos a passar por todos os tipos de incidentes. Alguns resultam em consequências terríveis e deixam sequelas que farão lembrar para o resto da vida. Foi o caso do surfista Charlie Fry, de 25 anos. Ele passou por um dos momentos que, para ele, foi o pior já vivido em toda a sua vida.

Nessa segunda-feira (13), o britânico Charlie Fry foi mordido por um tubarão em Avoca Beach, região central de Nova Gales do Sul, na Austrália. Ele estava surfando e, repentinamente, acabou surpreendido. Ele contou que do nada sentiu uma fisgada em seu ombro. Quando olhou, viu que o tubarão havia lhe mordido.

A princípio, ele ficou assustado e quando tentou virar o corpo, foi novamente atacado no braço.

Nessa hora, Fry conta que chegou a ver os dentes afiados do tubarão em sua direção. Ele não soube explicar como conseguiu sair da água com vida, pois acreditava que o seu fim seria naquele exato momento, pois o animal parecia estar disposto a devorá-lo.

Diante de tal situação, o desejo pela vida foi algo mais desejado pelo surfista, que precisou lutar contra o tubarão enfurecido. Fry deu um forte soco no animal e logo em seguida gritou por socorro para os colegas que estavam a alguns metros de distância. O soco acabou assustando o tubarão, de modo que o surfista conseguiu nadar em direção a praia.

Após estar em terra firme, ele deu detalhes do Ataque. Porém, não soube informar que espécie de tubarão havia lhe atacado. Porém, disse ser um muito grande e assustador. Os amigos o conduziram até uma unidade hospitalar, onde recebeu tratamento para os ferimentos causados pelas mordidas do tubarão.

Logo em seguida, Charlie Fry foi liberado. Os médicos afirmaram que tudo não passou de um grande susto.

O surfista disse que a sua maior preocupação agora seria de como contar o ocorrido para sua mãe, pois mudou-se há pouco tempo para a localidade e já foi atacado. "Eu não sei se posso contar isso para minha mãe, ela vai querer me matar”, declarou em entrevista.

Outro caso envolvendo tubarão

Há poucos dias atrás, o mergulhador americano Ervin Maccarty, de 52 anos, também viveu momentos de angústia com um tubarão. No seu caso, ele estava em um passeio de barco com amigos. Eles pescavam, quando tiveram dificuldades em puxar um peixe para fora da água. Ervin resolveu ajudar os amigos e pulou no mar para soltar o peixe. Mas, quando retornava a superfície, um filhote de tubarão acabou lhe atacando.

A mordida foi segura e o tubarão ficou grudado na barriga de Ervin. Ele foi puxado pelos amigos, e o tubarão não o largava. A dores eram tantas que ele disse ter ficado impossibilitado de respirar com facilidade. Tudo foi gravado com uma câmera de celular, que mostrou os momentos perturbadores vividos pelo mergulhador [VIDEO].