Em uma altura em que os ataques terroristas se multiplicam, um pouco por todo o mundo, por vezes um acidente trágico faz com que todo um país entre em pânico. Tal como informa o site 'Notícias ao Minuto', nessa segunda-feira, dia 6 de novembro, uma Escola localizada no subúrbio de Greenacre, na Austrália, foi invadida por um carro completamente descontrolado. Esse carro só parou quando bateu com muita violência em uma sala de aula, causando no local duas mortes imediatas, de dois meninos com apenas oito anos de idade. Além das mortes trágicas, mais dezessete crianças ficaram feridas com a colisão, sendo que três delas estão nesse momento lutando por suas vidas, em estado grave.

Apesar da muita especulação nas primeiras horas após essa enorme tragédia, que naturalmente está chocando o mundo, mas sobretudo a população australiana, as autoridades locais garantem que não há nenhum indício que essa colisão tivesse sido provocada ou motivada por um ataque terrorista. Ao que tudo indica, e apesar da investigação ainda estar em andamento, o carro era um Toyota Kluger, que teria coliddo com a estrutura do termômetro da Rua Banksia, por volta das 9h45, tendo em seguida invadido a escola à toda velocidade e apanhando todo mundo de surpresa.

“As crianças estavam chorando e chamando pelos pais", conta a superintendente do socorro Stephanie Radnidge, depois dos paramédicos terem afirmado que, quando chegaram ao local, a sala de aula parecia uma 'carnificina'.

A motorista, de cinquenta e dois anos de idade, já foi identificada, não tendo sofrido ferimentos, ao contrário do que acontece com a maior parte dos vinte e quatro alunos, incluindo a professora, que estavam na sala no momento dessa enorme tragédia. [VIDEO]

Por agora, e enquanto toda a investigação não é concluída, a motorista do carro está em liberdade sob fiança, tendo já sua data marcada para comparecer ao tribunal e explicar os detalhes do que realmente aconteceu na manhã dessa segunda-feira. Nas redes sociais, muitos internautas, sobretudo australianos, não conseguem esconder a tristeza que estão sentindo por essa tragédia ter acontecido, confessando que é necessário repensar na forma como as escolas, sobretudo aquelas com crianças pequenas, [VIDEO] podem se proteger de possíveis invasões de carros descontrolados. Vale a pena recordar que, para proteção dos alunos, muitas escolas em todo o mundo usam grades muito altas para que nada possa entrar ou sair sem ser controlado.