A Arábia Saudita sofreu uma tentativa de Ataque Terrorista que foi desarticulado pela sua defesa antiaérea. Um míssil balístico de longo alcance viajou mais de 500 quilômetros até ser interceptado próximo ao aeroporto de Riad sendo abatido por caças enviados pela força aérea saudita.

Segundo o Ministério da Defesa da Arábia Saudita em divulgação no Twitter, o míssil com fabricação no Iêmen do tipo "Burqan 2H" foi lançado por forças rebeldes daquele país. O Iêmen está em conflito civil contra rebeldes housthis que tentam derrubar o governo que é apoiado pelos sauditas com recursos militar e ações de bombardeio em redutos terroristas.

Apesar de o ataque ser próximo ao aeroporto de Riad, as autoridades divulgaram que as decolagens e pousos não foram suspensos e que as atividades continuam normalmente. Não houve registros de danos em edificações e não há relato sobre feridos.

Tensão

A tentativa de Terrorismo contra o território saudita acontece por uma retaliação de grupos guerrilheiros contra o atual Presidente Abdrabbuh Mansour. Os rebeldes denominados houthi não reconhecem sua legitimidade e não concordam com as ações militares apoiada pela Arábia Saudita.

De acordo com denúncias de observadores internacionais, os bombardeios intensos estão atingidos civis inocentes com ataques em áreas residenciais e também atingido hotéis no Iêmen. Há mais de dois anos os conflitos armados entre rebeldes e sauditas são relatados por episódios sangrentos e caóticos.

Os melhores vídeos do dia

Segundo as agências internacionais, o ataque ocorreu contra o território saudita neste sábado (04) e não teve, inicialmente, nenhuma informação que exista vítimas civis e militares atingidos. A imprensa internacional também divulgou que este não é o primeiro ataque ocorrido contra a coalizão liderada pela Arábia Saudita. Soldados foram atacados por tiros na fronteira entre os dois países e outros testes de mísseis balísticos foram relatados por autoridades sauditas.

Recentemente o país árabe sofreu outra tentativa de ataque terrorista contra seu território e espaço aéreo. O exército saudita já informou que sufocou um grave ataque onde o alvo dos rebeldes era Meca, que é um local de peregrinação que recebe milhões de fieis todos os anos durante o período de orações e jejum conhecido como Ramadã. Os visitantes do templo saudita realizam a peregrinação anualmente e seguem as definições do Alcorão, que é a bíblia islâmica dos muçulmanos.