De acordo com a reportagem publicada no portal eletrônico de notícias ‘Gospelprime’, na província de San Luis, na Argentina, foi realizada uma marcha organizada por um grupo de ativista LGBT, no último fim de semana.

Durante a concentração, os manifestantes percorreram várias ruas e finalizaram a 'parada gay [VIDEO]' em frente à Paróquia Nossa Senhora das Mercedes.

Nesse mesmo horário, vários fiéis da Igreja Católica Romana assistiam à missa no interior do templo.

O sacerdote Ignacio Daminato informou que todos os fiéis que participavam da cerimônia religiosa começaram a ouvir um barulho alto vindo da rua. O padre explicou aos devotos que era a “Marcha do Orgulho dissidente” e prosseguiu com a missa.

Em seguida, vários manifestantes começaram a gritar palavras a favor do aborto e também do orgulho gay, na parte externa do templo religioso.

Os ativistas atrevidamente proferiram muitos insultos contra a virgem Maria e puseram próximo da porta da paróquia uma estatueta de Nossa Senhora simulando o aborto do menino Jesus.

No momento que os católicos saíram do interior da igreja, logo encontraram com a terrível cena de blasfêmia. Revoltado, um dos integrantes da igreja fez uma denúncia do ocorrido por meio de seu perfil em sua página no Facebook.

Na postagem, o fiel escreveu que não sabe se é perceptível, que na imagem repugnante simulando a santa existe uma cavidade na parte debaixo de suas entranhas. Com isso, sugerem que ela estaria abortando Jesus Cristo.

O sacerdote Daminato falou que tinha conhecimento que a marcha seria realizada e chegou a acionar a Polícia, solicitando a garantia da segurança do local.

Os melhores vídeos do dia

Porém ele não fazia ideia do tamanho da devassidão dos ativistas, a ponto de ele ter que ver aquela situação abominável. Mesmo se sentindo ofendido, o padre pediu que ninguém responda com ódio, mas exigiu respeito.

Esta não foi a primeira vez no ano de 2017 que esses ativistas desordeiros manifestaram apoio ao aborto durante uma concentração. No último dia 8 de março, no município de Tucumán, muitas feministas realizaram uma encenação parodiando um aborto da ‘mãe de Jesus’, durante a realização da marcha que celebraria o dia internacional da Mulher.

Esse acontecimento que ocorreu na Argentina deixou diversos fiéis católicos totalmente horrorizados e indignados com atitude vergonhosa e desrespeitosa da parte dos ativistas devassos.

Deixe seu comentário.