5

Segundo informações disponibilizadas pelo site Mail Online, a organização terrorista Estado Islâmico, também conhecida como ISIS (acrônimo em inglês para Islamic State of Iraq and Syria) ou ainda Daesh (do árabe ad-Dawlat al-Islāmiyah fī al-ʿIrāq wa sh-Shām), e mundialmente famosa por realizar atos de barbárie extrema [VIDEO], divulgou recentemente um de seus vídeos mais chocantes já produzidos, onde são mostradas crianças executando brutalmente um homem que foi acusado pelos jihadistas de ser um "espião" trabalhando para os Estados Unidos.

Ao todo, a filmagem possui aproximadamente oito minutos de duração, e foi registrada na província de Khorasan – uma região cercada de montanhas, situada na região fronteiriça entre o Paquistão e o Afeganistão.

A metragem começa mostrando o suposto espião – de origem afegã – vestindo um uniforme laranja, e sendo interrogado pelos seus captores. Na sequência, o prisioneiro [VIDEO] é levado para uma área florestada, e é neste local que as cenas mais chocantes foram gravadas.

Execução a sangue frio

Primeiramente, o homem é preso entre duas árvores com a utilização de correntes, e "confessa" seus supostos crimes: ter fornecido dados importantes sobre o Estado Islâmico às forças norte-americanas e paquistanesas que lutam contra a organização terrorista no Afeganistão.

Na sequência, dois jihadistas que aparentam ser adolescentes – eles estão com as suas cabeças cobertas por capuzes alaranjados, mas é possível ver seus olhos e ainda perceber, pela constituição física de cada um deles, que ainda são muito jovens – se aproximam por trás do prisioneiro, e utilizando grandes espadas, cortam ambos os braços da vítima.

Enquanto o homem agoniza, um dos garotos se aproxima dele, e utilizando uma faca de caça, decapita a vítima sem mostrar qualquer emoção.

A cabeça do prisioneiro é removida e colocada sobre uma rocha, e então um menino que parece não ter mais do que 10 anos de idade, que estava usando um uniforme camuflado, coloca seu pequeno pé sobre o crânio sem vida, e começa a fazer um discurso evidentemente treinado onde ameaça de morte qualquer espião que venha a divulgar informações sobre o ISIS aos seus inimigos.

De acordo com o Mail Online, os garotos que protagonizaram as cenas extremamente chocantes seriam órfãos cujos pais teriam morrido em ataques aéreos levados a cabo pela coalizão militar internacional que luta contra o Estado Islâmico.