O Casamento entre pessoas do mesmo sexo ainda é um assunto bastante discutido na sociedade. Muitas vezes, pessoas mais conservadoras se opõem a esse tipo de união e acabam sendo um empecilho para a aprovação das leis que aprovam esse tipo de casamento. No Brasil, mesmo não existindo leis específicas sobre o assunto, já é possível que pessoas do mesmo sexo se casem. No entanto, há deputados que não concordam e tentam meios legais para derrubar esse direito.

Outros países tentam seguir os passos do Brasil e buscam a autorização para o casamento homoafetivo. A Austrália é um deles. Nesta segunda-feira (4), os deputados começaram um debate para tentar legalizar esse tipo de união.

A reunião aconteceu após mais de 61% dos australianos expressarem seu apoio à legalização. Devido à pressão da população e dos parlamentares, é bem possível que se consiga a aprovação.

Para chamar um pouco mais de atenção para o caso, o deputado liberal Tim Wilson surpreendeu os que participavam do debate com um pedido de casamento [VIDEO]. Animado com o andamento das discussões, o deputado interrompeu o seu discurso e perguntou se seu companheiro se aceitava se casar com ele. “Ryan Patrick Bolger, quer se casar comigo?". Ryan demonstrou surpresa e aceitou o pedido. “Sim”, respondeu Bolger. Ryam e Tim já estão juntos há nove anos.

Assim como no Brasil, o projeto de lei permite que as igrejas religiosas optem por realizar ou não o casamento, porém, essa opção não se estende aos oficiantes civis.

Os melhores vídeos do dia

Esse foi um pedido dos deputados mais conservadores que também apoiaram a proposta. Se tudo caminhar bem, é previsto que até o Natal esse tipo de união já seja regulamentada pela câmara.

O pedido de casamento feito pelo deputado Tim acabou ganhando repercussão internacional. Sites e jornais de todo o mundo mostraram o momento em que ele fez o pedido [VIDEO]. Nas redes sociais, as pessoas se dividiram quanto à decisão de votar a lei naquele país. “O amor é um sentimento que transcende qualquer coisa, gênero, crença, conceitos, opiniões, hipocrisia... Quem somos nós para julgarmos a quem o outro deve amar? Esses senhores tem todo o meu respeito”, escreveu um internauta.

Outros internautas defendem que pessoas do mesmo sexo não devem se casar. “A direita conservadora tem o dever de aprovar uma lei internacional de CURA G.A.Y pra tratar todos esses perturbados mentais. Homossexualismo é doença que deve ser tratada na psiquiatria e ponto final”, “A Austrália caiu no meu conceito, pensei que era um país sério, com pessoas que ainda guardavam algum valor. Risquei da minha lista de países que quero conhecer”, escreveram.