Segundo informações disponibilizadas pelo Mail Online, um caso extremamente chocante envolvendo um dos crimes mais abomináveis [VIDEO] que existe – o estupro – foi revelado na Índia, quando se soube que uma gangue composta por cinco integrantes violentou repetidamente uma menina de oito anos. E como se já não bastasse a gravidade do ato repulsivo, algo que choca ainda mais é a idade dos abusadores.

Inacreditavelmente, o membro mais novo do bando tem apenas seis anos. Os outros possuem, respectivamente, nove, dez, 12 e 18, e todos eles viviam bem próximos à vítima, que reside na cidade de Pune, situada no Estado de Maharashtra.

Os meninos mais novos, inclusive, frequentavam a mesma escola que a garota estuprada por eles.

De acordo com o site Times of India, o bárbaro incidente veio à tona somente na quinta-feira (21), quando o pai da menina levou-a para uma consulta médica após a criança ter reclamado que estava sentindo fortes dores abdominais há dois dias. Conforme revelou o inspetor sênior Milind Gaikwad, da delegacia existente na área conhecida como Kondhwa, o profissional que atendeu sua pequena paciente percebeu que "algo estava errado" após examiná-la, e solicitou que a mãe da garota viesse até o ambulatório.

Quando a mulher chegou ao local, o médico lhe disse que a sua filha podia ter sido estuprada, e que o caso precisava ser informado às autoridades.

Constatando a chocante realidade

Depois de acionada, a polícia se deslocou até a clínica juntamente com algumas oficiais conselheiras, e as mulheres começaram a questionar a menina de forma amigável.

Aos poucos a garota foi se abrindo, e revelou que os cinco agressores costumavam levá-la para um apartamento próximo do qual ela reside – e também para outras partes do mesmo prédio, como por exemplo, até o terraço do edifício – onde todos eles a estupravam.

A vítima afirmou que tudo começou cinco meses atrás, quando o jovem de 18 anos a atraiu com a promessa de lhe dar doces. Depois disso, os outros quatro integrantes da gangue se juntaram ao rapaz mais velho, e se revezavam para violá-la.

Após o horripilante relato, a menina foi levada pelas autoridades até o Hospital Geral de Sassoon para ser tratada da dor que sentia. O violentador maior de idade foi preso, os menores foram previamente detidos e todos eles responderão pelos seus crimes de abuso, puníveis sob a "Lei de Proteção de Crianças contra Infrações Sexuais", que vigora na Índia desde 2012.