Quando uma pessoa morre, várias histórias sobre o que aconteceu antes do falecimento serão interpretadas como um sinal ou premonição. Foi exatamente o que aconteceu com um homem na semana passada. Na ocasião, ele morreu durante um encontro amoroso com a amante em um motel. [VIDEO]

Um homem, identificado como Nasko Egei, de 30 anos, ex-assessor de Seriake Dickson, governador do estado de Bayelsa, na Nigéria, morreu durante relações sexuais com uma mulher em um Motel. A Polícia local confirmou a veracidade dos fatos no sábado (23). Conforme informações repassadas pela imprensa local, alguns minutos [VIDEO] após chegar ao motel, ele começou a passar mal e morreu.

A mulher fugiu do local.

Homem morre dentro de quarto de motel, amante foge do local em seguida

De acordo com Asinim Butswat, oficial de Relações Públicas da Polícia de Bayelsa, o incidente aconteceu na sexta-feira (22). A polícia não soube informar a causa da morte. Segundo o porta-voz da polícia, agentes estão atrás da amante da vítima para ajudar a desvendar o que levou Egei à morte [VIDEO], acrescentando que era muito cedo para fazer avaliações sobre os motivos.

"Não foi estabelecido se ele estava envenenado ou não. Neste ponto, não seremos capazes de determinar se ele foi envenenado e que o envenenou. Vamos colher informações das pessoas que estavam com ele na noite anterior ao incidente. No momento em que realizamos uma autópsia, isso determinará qual substância realmente levou a sua morte.

A investigação está em andamento", disse Butswat.

O homem deixa dois filhos. Até o fechamento deste artigo, a mulher que estava com a vítima no motel ainda não havia sido encontrada pela polícia. Um inquérito policial foi aberto e o caso continua sendo investigado.

Outro caso semelhante

Um caso semelhante ocorreu em novembro no Brasil. Na ocasião, um procurador aposentado ,identificado como Aldemir Mussa Dib, de 77 anos, morreu durante ato sexual com uma adolescente de apenas 16 anos em um motel. O fato foi registrado no bairro Compensa, em Manaus, capital do Amazonas. Conforme relatos da polícia, dentro do quarto foram encontraram diversos comprimidos de estimulante sexual.

Em depoimento, a adolescente disse que tinha um relacionamento com o procurador há algum tempo, acrescentado que sempre a vítima fazia uso de estimulante nos encontros amorosos. Qual a sua opinião sobres esse dois casos? Deixe seus comentários logo abaixo.