Mais um escândalo na conta da Igreja Universal do Reino de Deus. Dessa vez, não se trata de charlatanismo, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, assédio moral ou mais uma santa chutada. A igreja do bispo Edir Macedo agora está envolvida em um escândalo fora do país. O motivo? Tráfico de crianças.

Tudo foi investigado, documentado e começa a ser apresentado para milhares de telespectadores em Portugal, lugar onde os supostos crimes aconteceram. É o início de uma possível devastadora denúncia que coloca Edir Macedo como um dos principais responsáveis de uma poderosa rede de tráfico de crianças.

‘O Segredo dos Deuses’

“O Segredo dos Deuses” é uma série de dez reportagens realizada pela TVI, considerada uma das maiores emissoras de Televisão de Portugal.

A primeira matéria foi exibida nesse domingo (10) e caiu como uma bomba para a polêmica denominação evangélica.

Foram sete meses de uma intensa e detalhada investigação, que contou com as jornalistas Alexandra Borges e Judite França. A conclusão é alarmante: várias crianças teriam sido roubadas de suas mães na década de 1990, por meio de um lar ilegal de crianças pertencente à Igreja Universal do Reino de Deus.

Anjos e demônios

As crianças eram entregues no Lar Universal por famílias em dificuldades financeiras, sem o conhecimento e a aprovação da Justiça. Os menores, então, iam para o estrangeiro e eram adotados por bispos e pastores da denominação.

Dessa forma, muitos foram desvinculados de suas famílias biológicas e levados para fora de Portugal, sobretudo para o Brasil e Estados Unidos [VIDEO].

As mães, que perderam contato com seus filhos, ainda padeceram por causa do silêncio. Inclusive, das autoridades policiais locais.

Netos do bispo Macedo

A própria TVI adiantou que até os netos de Edir Macedo foram retirados desse lar na época e hoje vivem como filhos de suas duas filhas. O lar era situado inicialmente em Camarate. Depois, ficou na Avenida Gago Coutinho, em Lisboa.

Hoje, 20 anos depois, é que muitas mães foram identificadas pelas repórteres e tiveram suas vozes ouvidas, bem com suas angústias. No entendimento delas, essas mães foram literalmente roubadas e isso se trata de uma história muito grave.

TVI e RecordTV

Além de exibir a série de reportagens em dez episódios, a TVI disponibilizou uma página na internet com o nome da série. Nela, há um vídeo que anuncia a reportagem e um pedido para que todos compartilhem, a fim de que a justiça seja feita.

Enquanto isso, nem os bispos e pastores da Igreja Universal do Reino de Deus nem a RecordTV, emissora que pertence ao bispo Macedo, se pronunciaram sobre a denúncia. Resta-nos aguardar os próximos capítulos.