Imagine como seria sua vida se você tivesse não um, nem dois, mas dez 10 filhos biológicos, e todos eles do sexo masculino. Esse cenário pode parecer muito improvável [VIDEO], mas segundo o site Mail Online, faz parte do cotidiano de uma mulher 38 anos de idade que vive na cidade de Inverness, na Escócia.

Com uma família tão grande, a ex-enfermeira Alexis Brett enfrenta uma rotina extremamente cheia. Só para se ter uma ideia, diariamente ela lava cinco máquinas de roupa suja e aspira a sua casa nada menos que sete vezes.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Curiosidades

Para dar conta de tudo o que precisa ser feito, a mulher se levanta às 05h30min e gasta mais ou menos uma hora com cuidados pessoais, como por exemplo, arrumando o cabelo e aplicando maquiagem.

Depois disso, Alexis dedica grande parte de seu dia aos 10 filhos que teve com o marido David (43) – o homem possui um horário flexível de trabalho por atuar como motorista [VIDEO] de trem, e assim também auxilia nos afazeres domésticos, mesmo tendo sido diagnosticado com início mal de Parkinson há cinco anos.

Em ordem decrescente de idade, estes são os "integrantes do time" que o casal Brett gerou: Campbell (16), Harrison (14), Corey (12), Lachlan (nove), Brodie (oito), Brahn (sete), Hunter (cinco), Mack (três), Blake (dois) e por último Rothagaidh, com sete meses de vida.

Ambiente masculino

Alexis Brett revelou ao Mail Online que mesmo sendo a única menina da habitação de cinco quartos em que vive, faz questão de dar alguns "toques femininos" ao local, colocando flores na sala de jantar e espalhando velas perfumadas pelos recintos, para "fazer a casa cheirar bem".

E talvez esta seja mesmo uma boa ideia, já que no corredor principal da residência ficam alinhados – em ordem ascendente – 60 pares de calçados que os garotos usam.

A mulher revelou que nunca havia pensado em ter uma família tão grande, mas "continuou ficando grávida" com o passar dos anos. Segundo ela, depois do quarto filho não é "um salto muito grande" até chegar ao décimo, pois tudo se torna uma rotina na qual os afazeres vão naturalmente se encaixando.

Falando sobre o fato de nunca ter tido uma filha, Alexis diz que está feliz com os seus meninos, e que "não teria ideia do que fazer com uma garota".

Bom humor e energia de sobra

O mais impressionante é que mesmo com toda a carga diária de trabalho doméstico, a mãe de 10 garotos ainda consegue encontrar tempo livre: ela vai à academia três vezes por semana, se qualificou recentemente como instrutora de fitness e está planejando dar aulas nesta área em 2018.

No entanto, Alexis revelou que está começando a sentir dores no quadril, e acredita que esta seja a maneira do seu corpo lhe dizer para parar de ter filhos.

A escocesa afirmou que às vezes olha para o marido, e se deparando com a quantidade de crianças geradas, os dois se indagam: "O que fizemos?". Mas então eles escutam algo engraçado que os garotos disseram, começam a rir e concordam entre si que momentos assim fazem "tudo valer a pena".

Quando perguntada sobre a possibilidade de dar uma "esticada no sono" e permanecer em sua cama após o tempo no qual normalmente costuma se levantar todos os dias, Alexis brinca que não sabe o que isso quer dizer, e completa afirmando que não consegue se imaginar fazendo tal coisa até o ano de 2034, época em que provavelmente já terá netos.