A população do Reino Unido [VIDEO] começou esta semana de um jeito nada fácil: a temperatura no País está literalmente congelante, o que torna difícil fazer coisas que são triviais no dia a dia. Tanto isso é verdade que, em função da nevasca que caiu no domingo (10), milhares de escolas [VIDEO] em várias cidades cancelaram as aulas até que a situação melhore, e o sistema rodoviário da nação, bem como o ferroviário, estão passando por um verdadeiro caos – além disso, existe o perigo que as pessoas enfrentam pelo simples fato de saírem de casa e terem que andar em cima de neve e gelo escorregadio (uma receita quase perfeita para acidentes envolvendo quedas).

Em meio a esse cenário de transtornos, o site Birmingham Mail revelou que nesta segunda-feira (11) aconteceu um caso um tanto inusitado na cidade de Newcastle-under-Lyme, situada no condado de Staffordshire, Inglaterra, e tudo começou por volta das 10h20min no horário local – 12h20min no horário de Brasília –, quando o Serviço de Ambulância de West Midlands (West Midlands Ambulance Service em inglês) foi acionado para responder a um pedido de socorro.

A chamada foi feita por uma mulher que estava muito preocupada por ter avistado aquilo que acreditava ser uma "pessoa" coberta de neve sentada em um banco do Parque Brampton (Brampton Park), completamente imóvel e possivelmente morrendo de congelamento. Acreditando que aquele era um caso envolvendo assistência médica urgente, a equipe de socorristas da base de Stoke Hub saiu às pressas para ajudar, levando todos os equipamentos necessários e enfrentando o clima desolador.

A identidade da "vítima" é revelada

Ao chegarem ao local indicado, os paramédicos acabaram levando um susto, uma vez que a "vítima" não podia ser ajudada de forma alguma: de fato, havia "alguém" completamente congelado no parque, mas não era uma pessoa, e sim uma estátua sentada em um banco.

Katie Tudor, uma das socorristas que integrava a equipe enviada para responder à ocorrência, publicou uma foto sobre o curioso incidente em sua página do Twitter.

Explicando o bizarro episódio, um porta-voz do Serviço de Ambulância de West Midlands afirmou que a mulher que fez a ligação pedindo ajuda avistou a "pessoa" em dificuldades de dentro de seu carro, e que o veículo de resgate chegou ao seu destino em exatamente um minuto e um segundo após ser notificado.

Além disso, o emissário do serviço de emergência ressaltou que a solicitante teve boas intenções ao acionar os socorristas, mas ele classificou como "lamentável" o fato de a mulher não ter verificado primeiro que a "vítima" se tratava de uma estátua.