Pedro Heriberto Galeano, 32, manteve sua companheira Adolfina Camelli Ortigoza, 21 anos, em cárcere privado e praticava toda a barbaridade possível contra a pobre mulher. E tudo em nome de 'um bem maior'.

A Violência doméstica contra a mulher é algo tão cruel que o Brasil, que é um dos líderes nas estatísticas mundiais, resolveu agir e criou as delegacias da mulher. Os relatos são muito positivos de quem tem usado os serviços e os préstimos das autoridades femininas. O Brasil também deu um grande passo jurídico para coibir a prática que foi a criação da Lei Maria da Penha, que dentre outras coisas, protege a vítima de maus tratos domésticos e ainda torna obrigatória a abertura de ação criminal contra os ofensores, mesmo que a vítima volte atrás na denúncia.

Infelizmente, por coação ou por pena, as mulheres costumeiramente voltam atrás na denúncia e voltam em curto espaço de tempo sendo vítimas novamente de violência.

Em países onde não existe a lei, ou uma proteção mínima contra as agressões de maridos contra suas esposas, as situações de medo e de impunidade ficam muito mais flagrantes. Este caso relatado aqui é tão cruel que deixaria qualquer ser humano de cabelo em pé, exceto o agressor, Pedro Heriberto Galeano, 32 anos. O homem manteve sua companheira em cárcere durante um bom tempo e praticava tortura psicológica e física, espancamentos constantes, o que deixou a garota, Adolfina Camelli Ortigoza, 21 anos, completamente desfigurada. O caso aconteceu no Uruguai, país que faz fronteira com o estado do Rio Grande do Sul.

Mulher apanhava por cada like no Facebook

Segundo o tabloide britânico 'The Sun', a menina de 21 anos sofria os abusos e não tinha como denunciar, já que era mantida em cárcere privado.

Os melhores vídeos do dia

Entretanto, foi o próprio pai do agressor, sogro de Adolfina, que denunciou o filho que foi preso e Adolfina teve, enfim, sua liberdade.

Segundo as autoridades uruguaias, a mulher foi retirada do local com diversos hematomas e numa situação deplorável. O nariz parecia quebrado e os lábios muito inchados.

Segundo as leis do Uruguai, a qualificação do crime pode manter o homem, se condenado, até 30 anos na cadeia.

Mas além da situação em que a jovem foi encontrada, outro fato bizarro que comoveu o Mundo foi a situação pela qual a jovem apanhava. Por conta de um ciúme doentio, o homem se vingou da mulher por cada 'like' que ela recebeu em seu Facebook. Cada um deles rendeu uma surra.

Pai denuncia próprio filho

Segundo o pai do agressor, a jovem poderia morrer a qualquer momento, não fosse sua atitude contra o filho. O homem ainda revelou que a mulher pensou que iria morrer e isso não seria ruim, já que não aguentava mais apanhar.

Na última terça-feira (28), o advogado da jovem também se pronunciou.

Ele disse que apesar da jovem apresentar-se fora de risco de morte, ela precisará passar por cirurgias para reconstrução do septo nasal e dos lábios.

Não perca também mais notícias do mundo bizarro

Jovem muda seu rosto para ser a Angelina Jolie, mas resultado é bizarro; veja [VIDEO]

Mulher grávida que tirou fotos com 20 mil abelhas recebe triste notícia no parto [VIDEO]