Um caso de Violência sexual está causado uma grande revolta nas redes sociais. Na ocasião, uma jovem aparece em um vídeo sendo abusada sexualmente por um grupo de quatro homens, que ainda não foram identificados pela Polícia. De acordo com a polícia, o crime aconteceu em Gana.

Fotos e vídeo do crime foram divulgados em redes sociais [VIDEO] e logo provocaram indignação de moradores locais. As imagens mostram com clareza o momento que os acusados dominaram a garota no chão e se revezaram para estuprá-la, enquanto a vítima faz de tudo para se libertar, mas não consegue.

Homens abusam de menina e filmam as agressões com celular

Nas imagens gravadas por um celular, a garota aparece chorando e implorando para os suspeitos a deixem ir embora, mas seus apelos são ignorados pelos indivíduos.

Enquanto isso, é possível ouvir outros homens rindo enquanto a menina luta desesperadamente para se livrar das garras dos seus agressores [VIDEO]. Após cometerem o crime, os suspeitos fugiram do local tomando rumo ignorado.

As autoridades locais suspeitam que pelo menos cinco homens participaram dos abusos

De acordo com a imprensa local, o vídeo tem uma duração de pouco mais de cinco minutos e acredita-se ter sido gravado por um dos acusados que também teve participação direta no crime. O incidente aconteceu em Kumasi, a capital da região de Ashanti, em Gana, e os acusados estão falando a linguagem Twi. Moradores logo pediram à polícia para investigar imediatamente o incidente e garantir que os culpados sejam presos e punidos pelos seus atos. Em uma coletiva de imprensa da polícia, foi relatado que o vídeo trata-se do abuso sexual de um perigoso grupo envolvendo uma jovem e pelo menos cinco homens [VIDEO] integrantes desta quadrilha.

Polícia pede para a imprensa e populares pararem de compartilhar o vídeo do indecente

"Tendo em vista a natureza séria do ato, como mostrado no vídeo, uma equipe de investigação especial foi convocada para analisar o vídeo com o objetivo de identificar os envolvidos e prendê-los para que os processos legais necessários sejam aplicados", disse o porta-voz da polícia. A polícia também pediu a ajuda dos moradores locais que tenham alguma informação que leve à prisão dos envolvidos.

A polícia local também solicitou aos meios de comunicações e aos populares para que não compartilhem o vídeo, uma vez que é uma ofensa circular material obsceno nas redes sociais.

Qual a sua opinião sobre esse crime bárbaro? Deixe seus pensamentos na seção de comentários logo abaixo.