A investigação de uma das maiores emissoras de televisão de transmissão aberta portuguesa, TVI, fez uma revelação bombástica, que o dono da IURD, Edir Macedo, estaria envolvido em uma rede internacional de adoções ilegais de crianças e que os próprios netos são, na verdade, crianças roubadas de um lar em portugal. Um dos seus filhos mais conhecidos, é adotado e já teve um trabalho como ator na Rede Record, que também, pertence à família Macedo.

Segundo a reportagem da TVI, com o nome: “O Segredo dos Deuses”, que começou a ser transmitida nesta segunda-feira (11), na década de 90, a Igreja Universal tinha um lar de crianças, na capital Lisboa, ilegal, onde desapareceram vários menores roubados de suas respectivas mães.

Essas crianças eram entregues a esse lar, escondidas dos tribunais, por suas próprias famílias em muita dificuldade e, depois, acabavam no estrangeiro. Esse esquema era feito por bispos e pastores da própria igreja. Adiante a investigação estão as jornalistas Alexandra Borges e Judite França.

A TV portuguesa descobriu que Edir Macedo está diretamente ligado a esquema de adoções ilegais e que se transvestia, de uma “obra social” da própria igreja. Depois de quase 7 meses de investigações, a equipe da televisão portuguesa, descobre mães a quem os filhos foram roubados e falaram pele primeira vez sobre o caso.

Segundo a própria investigação da TVI [VIDEO]., Um dos membros mais importantes da rede chegou, realmente, a roubar um bebê recém-nascido da sua mãe e fazer um registro como filho biológico, diretamente.

Segundo a repórter, Alessandra Borges, essas mães tiveram seus filhos usurpados e não têm notícias há mais de 20 anos. Assim, essa investigação continua e só foi possível ser conhecida depois de 20 anos, e agora, algumas dessas pessoas saíram da igreja e começaram a ver com uma certa distância. Inclusive, disse a repórter, guardaram os documentos originais daquele momento. Ainda disse Alessandra, ser uma coisa muito grave.

Em uma nota oficial, a Igreja Universal [VIDEO] disse que essa reportagem promove uma grande campanha para difamar e jogar afirmação mentirosa. Segundo o texto, a igreja não pode tolerar isso, e também, as informações conseguidas pela televisão portuguesa são de um ex-pastor. Segundo o documento, esse pastor teria deixado a igreja no Brasil, por conduta imprópria. De acordo ainda com a instituição religiosa, esse ex-pastor, deixou de colaborar com a instituição no final de 2013, por um acordo totalmente, voluntário entre as partes.

Ainda o texto informa que seu escritório central já foi avisado que seus membros, no território português e fora do país europeu, vão apresentar muitas ações contra a TVI dentro de Portugal e também, no exterior.

O documento ainda diz, que essas adoções em Portugal foram um decreto pelo Tribunal da Família e Menores da cidade de Lisboa.

Essas crianças, segundo o texto da Universal, teriam sido encaminhadas pela Segurança Social e também, pela Santa Casa de Misericórdia para um lar, que segundo o documento na época não era ilegal, e vários se candidataram para a adotá-las. Ainda, continua o texto, que pode contar nos dedos numa mão a quantidade de crianças que tiveram a adoção por vias judiciais, que foram adotadas por casais da própria igreja.

Vejam o primeiro episódio: