Um acidente incrível aconteceu na Ucrânia, na noite do Réveillon. E as consequências não poderiam ser piores. Uma Família estava caminhando para casa, após uma festa na casa dos avós, quando o pior aconteceu, algo completamente inesperado por todos. Um homem caía pulou do 8º andar de um prédio e foi pousar precisamente sobre um bebê de 21 meses de idade. Tanto o homem que caiu da janela quanto a frágil criança sofreram mortes quase imediatas. [VIDEO]

O pai da criança assistiu ao momento horrível, ficando em choque quando o homem, de 39 anos, aterrissou inesperadamente sobre o filho. Anna Polishchuk, a mãe do menino, teria ficado dando um adeus aos seus pais, após uma festa da família do Ano Novo e só saiu alguns minutos depois que seu filho já havia sido atingido.

Entretanto, uma ambulância chegou, mas de nada valeram os esforços desesperados dos paramédicos para tentar salvar as duas vidas.

A Polícia local suspeita que o homem se jogou da janela propositadamente, com a intenção de se suicidar. Apesar de sua suposta intenção, ele acabou fazendo uma outra vítima mortal nesse caminho, entre o 8º andar do prédio e a rua.

O vizinho Sergey Borisov ficou desesperado [VIDEO] com os gritos da mãe da criança. Ele contou que ouviu um ruído forte e foi ver o que havia acontecido. No entanto, ele não aguentou escutar a dor agonizante da mãe, que teria entrado em desespero, enquanto os paramédicos tentavam fazer o melhor pelo menino.

"Um paramédico saiu da ambulância e nos viu a todos esperando por notícias e disse: 'Orem pelo menino. Estamos tentando salvá-lo'", revelou uma outra vizinha.

"Foi a primeira vez na minha vida que escutei tantas pessoas rezando em voz alta", concluiu essa mulher, muito entristecida com essa situação. O paramédico Vitaly Reznikov confirmou que o homem que caiu da janela teve morte imediata, mas que o menino, que foi atingido pelo peso do suposto suicida, morreu dentro da ambulância.

O homem está sendo identificado como Yevgeny e era vizinho dos pais da criança. Tinha 39 anos e trabalhava na construção civil. Se desconhecem ainda as razões que o levaram a esse suposto suicídio e a polícia está ainda tentando perceber se ele estava ou não alcoolizado, ou se havia outros motivos que o levaram a isso.

A mãe do menino é professora em uma escola para órfãos e sua conta na mídia social está sendo inundada com comentários simpáticos de todos. "Que tristeza incontável. Sinto muito, Anna. Vou orar por você e por seu marido. Fique forte", escreveu um usuário. "Como podemos encontrar palavras de apoio para você... por favor, saiba que toda a Ucrânia está chorando agora com você e sua família", escreveu uma outra mulher, em palavras muito emocionadas.