Larry Nassar, o conceituado médico de ginastas nos Estados Unidos foi sentenciado a 175 anos em prisão (ou seja, uma prisão perpétua) por uma mulher: a juíza Rosemarie Aquilina, na semana passada.

A juíza chegou a conclusão e deu seu parecer e sentença, após ouvir dúzias de garotas e mulheres que foram vítimas do médico pedófilo, incluindo as campeãs olímpicas Aly Raisman e McKayla Maroney.

Em Novembro do ano passado, Nassar já havia admitido ter molestado 7 garotas que estavam sob seus cuidados, entretanto, um total de 156 mulheres depuseram no julgamento que durou 7 dias.

Publicidade

Na última quarta-feira (24), a presidente da Michigan State University, onde Nassar tratou de muitas atletas, renunciou ao cargo por estar sendo amplamente criticada por não ter feito nada para barrar os ataques do médico, que era do conhecimento de muitas pessoas, que preferiram manter silêncio. Ao que tudo indica, ela estava dentre elas.

A sentença da juíza

Depois de ouvir cada um dos relatos e de parabenizar pela força e coragem, a cada uma das moças que depuseram com relatos emocionantes contra o médico pedófilo, a juíza deu o seguinte parecer:

"É minha honra sentenciar que você não merece andar fora do presídio novamente porque a todos os locais em que você andasse a destruição dos mais vulneráveis iria ocorrer.

Acabo de assinar sua sentença de morte". Terminou a juíza ao dizer que ele estava sentenciado a 175 anos de prisão, sem possibilidade de sair antes, ou seja, ele irá morrer na cadeia.

A juíza disse ainda que a sentença refletirá não apenas os 7 crimes assumidos pelo médico, num primeiro momento, mas a todas as sobreviventes que vieram ouvir a sentença naquele dia, dizendo ainda que a profundidade de todos os crimes daquele homem cortou o coração de toda a comunidade.

O pronunciamento de Nassar

Em seu pequeno pronunciamento, antes da sentença da juíza, o médico disse que estava ciente de toda a dor, trauma, e dano emocional causados a cada uma de suas vítimas.

Publicidade

"As palavras aqui ditas pelas mulheres e pela juíza durante todos esses dias, afetaram-me muito e impregnaram meu coração. Eu carregarei essas palavras pelo resto de minha vida.", afirmou o condenado, chorando.

As declarações das atletas molestadas

As declarações das atletas que sofreram abuso sexual nas mãos do médico foram em grande número e também muito emocionantes.

Uma delas contou que, após saber do ocorrido, seu pai não aguentou o fato de não ter percebido antes e de não ter podido protegê-la e suicidou-se em 2016.

Outra disse que não há como ser diferente, ela odiava profundamente o homem que lhe fizera tão mal, quando deveria cuidar e proteger, uma vez que foram confiadas às suas mãos.

Simone Biles, uma das atletas olímpicas que veio às Olimpíadas do Rio de Janeiro, também sofreu abuso e disse o seguinte:

"A maioria de vocês me vê sorrindo e cheia de energia, mas ultimamente eu me sinto um pouco quebrada e por mais que eu tente silenciar as vozes na minha cabeça, elas gritam ainda mais alto. Eu não tenho mais medo de contar minha história!".

Publicidade

Veja trecho do julgamento no vídeo abaixo

No vídeo, uma das garotas abusadas dirige-se a Nassar e diz o seguinte:

"Talvez você perceba agora que as garotinhas não são pequenas para sempre, elas crescem e se transformam em mulheres fortes e determinadas a destruir seu mundo."