Uma professora foi presa acusada de praticar sexo oral em um aluno de 14 anos. A acusada de ter cometido o crime foi identificada como Dori Myers, de 29 anos, e dava aulas de estudos sociais na New School for Leadership and Arts, no Bronx, em Nova York, nos Estados Unidos. A mulher está sendo acusada de um ato sexual criminoso contra o adolescente [VIDEO].

De acordo com a Polícia, o incidente veio à tona depois que a vítima revelou os abusos para um colega de classe, que depois notificou a direção da escola sobre o caso. De acordo com uma denúncia, o crime aconteceu no dia 1º de novembro de 2017. A professora, que não tem antecedentes disciplinares, foi imediatamente afastada das suas funções na escola.

Conforme informações da imprensa local, em 2015, a suspeita havia postado no Twitter que os alunos comentavam seus looks, alegando que alguém lhe havia dito: "Você é muito bonita, mas, sem ofender, você tem uma testa grande [VIDEO]", relatou. O advogado da mulher, Andrew Stoll, disse que a professora havia iniciado uma equipe de atletismo na escola Bronx, onde trabalhava desde 2014.

"Parece que nenhuma boa ação fica impune. Vocês se aprimoram para lecionar as crianças, e uma única acusação pode destruir sua carreira", disse o advogado. Segundo os relatos, a professora começou a ensinar na escola em 2014, e mora na cidade de Garnerville, no condado de Rockland, junto com o esposo que é um policial.

Nas redes sociais, a mulher postava várias fotos onde ela aparece com bebidas alcoólicas.

Em uma das fotos, a professora pode ser vista com uma camisola azul escura, de baixo corte, que dizia "Champagne All Day", enquanto segurava uma garrafa em uma mão e um copo na outra. Em outra imagem, que foi excluída, Myers foi vista usando um top branco com a frase despreocupada: "Whiskey Make Me Frisky".

Outro caso envolvendo professor e aluno

Nos últimos meses, houve várias alegações semelhantes sobre professores, alguns dos quais foram acusados de ter relações sexuais ou inadequadas com alunos menores de idade. [VIDEO] Em dezembro, uma professora de inglês de Oklahoma foi acusado de levar uma licença de casamento para se casar com um adolescente de 16 anos.

A professora foi identificada como Cassandra Renae White, de 34 anos. Ela teria pedido uma licença de casamento no condado de Cleveland, em 13 de dezembro, que foi assinada pelo pai do jovem. Em alguns estados americanos um menor de idade pode se casar desde que os pais permitem.