Conhecido por ajudar no desempenho sexual de pessoas com dificuldade de ereção, o Viagra é popular entre os homens que almejam melhorar a performance entre ‘quatro paredes’. Porém, recentemente, um morador de Nova Iorque (EUA [VIDEO]), Steve Cho, 27 anos, assustou passageiros do aeroporto de Phuket (Tailândia), após ingerir diversas pílulas do produto, enquanto estava no país.

De acordo com a imprensa internacional, ele teve um surto psicótico devido a ingestão excessiva do remédio. Em consequência disso, tirou a roupa e começou a andar completamente nu pelo aeroporto.

Além disso, ele destruiu diversas lojas e gritou frases incompreensíveis.

Como se não bastasse, também jogou pedaços das próprias fezes nos passageiros. As câmeras de vigilância flagraram toda a ação. Confira abaixo (partes íntimas censuradas).

De acordo com a mídia britânica Metro, a testemunha Wannee Ming, 28, que observou o momento de insanidade protagonizado pelo norte-americano [VIDEO], disse ter sentido medo em observar o descontrole de Cho.

“Esta foi a coisa mais assustadora que já vi em um aeroporto. Eu fiquei longe do homem no caso de ele atacar alguém”, declarou.

Segundo Ming, antes de usarem a força física para deter o peladão, os seguranças falaram com ele, na tentativa de acalmá-lo. Contudo, o esforço não surtiu efeito. Em decorrência da alucinação, Steve Cho ignorou a diplomacia e continuou a andar e a gritar pelas dependências do local.

Conforme a assessoria do aeroporto, o nova-iorquino pôs a culpa no remédio para ereção.

“Uma declaração do aeroporto internacional de Phuket disse que o homem admitiu tomar muitas drogas de Viagra", reporta o Metro.

A administração do Phuket acentuou que, para evitar possíveis danos aos outros passageiros, o transgressor teve de ser preso. “Os oficiais o levaram para a passarela no lado norte do terminal para evitar outros passageiros e conseguiram acalmá-lo no Centro de Turismo no primeiro andar”.

Após recobrar a consciência, ele confessou ter tomado muitas pílulas de Viagra e perdido a memória. Também aceitou a responsabilidade pelos atos praticados e se comprometeu a ressarcir os danos causados.

Antes de ser liberado, Cho foi enviado a um hospital para passar por avaliação psiquiátrica. O resultado da consulta não foi exibido na imprensa. Contudo, uma coisa é certa: ‘ele não bate bem da cabeça’.

Afinal, se conseguiu ficar doidão com Viagra, imagina após uma noite de bebedeira...