6

Segundo informações disponibilizadas pelo site britânico Mail Online, no primeiro domingo de 2018 (7 de janeiro), aconteceu um fenômeno natural impressionante [VIDEO] na África, quando partes do famoso Deserto do Saara – o terceiro maior do planeta Terra, e o mais quente de todos – ficaram cobertas de neve, o que deu às areias avermelhadas uma aparência de "tirar o fôlego", quase como se um tapete branco houvesse sido estendido sobre o chão.

A bela e inesperada ocorrência se deu na cidade de Aïn Sefra (em árabe, a expressão significa "Primavera Amarela"), situada na Argélia – país que, por sua vez, se encontra na parte norte do continente africano.

De acordo com registros históricos a respeito de condições climáticas, o município só havia sido atingido pelos flocos congelados de água em três ocasiões diferentes nos últimos 37 anos.

No entanto, o fenômeno não se distribuiu de forma homogênea: enquanto que a área urbana do município africano recebeu apenas cinco centímetros de neve, as dunas de areia nos arredores da cidade ficaram embaixo de espantosos 40 centímetros de cristais de gelo.

Evento de beleza surpreendente

A nevasca começou em Aïn Sefra nas primeiras horas da manhã de domingo, e sua intensidade se mostrou tamanha que em pouco tempo as dunas vermelhas da circunvizinhança já estavam tingidas de branco.

Conforme revelou o fotógrafo Karim Bouchetata, que registrou várias imagens extraordinárias [VIDEO] da ocorrência, os argelinos ficaram bastante "surpresos" quando a queda dos flocos gelados se iniciou. Segundo Bouchetata, o fenômeno se manteve ativo durante todo o dia, e só parou por volta das 17h:00min (no horário local, 14h:00min no horário de Brasília) – momento após o qual todo o gelo começou a derreter.

Curiosamente, 2018 é o terceiro ano seguido em que Aïn Sefra é atingida pelo acontecimento. No ano de 2016, pouco tempo após o Natal, o município recebeu uma tempestade de neve que fez o sistema de transporte local enfrentar um verdadeiro "caos", inclusive com passageiros ficando presos dentro de ônibus depois que as estradas se tornaram escorregadias demais.

Então, no dia 20 de janeiro de 2017, a cidade sofreu com mais uma nevasca – algumas regiões da localidade chegaram a acumular um metro de neve –, o que novamente provocou interrupções no tráfego.

Antes desta sequência, a última vez em que o fenômeno havia "dado as caras" foi em 18 de fevereiro de 1979, quando durou cerca de trinta minutos.