Um pai admitiu ter estrangulando sua filha até a morte em um parque de caravanas em Kent, antes de tentar matar sua ex-esposa nas proximidades. O acusado de ter cometido o crime foi identificado com Richard Kray, de 63 anos. Para a Polícia, ele é o principal suspeito de ter assassinado a própria filha, identificada como Olivia Kray, de 19 anos, no Westin Caravan Park, perto de Herne Bay, Kent, no dia 21 de julho, do ano passado. Kray se declarou culpado de homicídio e por tentativa de assassinato [VIDEO] da sua ex-esposa Damyantee Cowan, de 60 anos, na quinta-feira (11).

Vítima morreu antes do socorro chegar

Conforme informações, a vítima foi descrita por um amigo como uma "linda jovem", acrescentando que o suspeito tentou estrangular a ex-esposa até a morte em sua casa em Gordon Road, Herne Bay, no mesmo dia.

Olivia morreu antes mesmo do socorro [VIDEO] chegar e Richard foi preso e detido na unidade psiquiátrica de Trevor Gibbens, no Maidstone Hospital, Kent.

Uma nova audiência foi marcada para o mês de fevereiro

De acordo com a imprensa local, em uma audiência anterior de que Kray no Maidstone CrownCourt, foi informado que ele não estava apto a ser entrevistado após sua prisão, devido ao seu estado mental. Kray foi originalmente acusado de assassinato, mas os promotores aceitaram seu pedido de uma pena menor sobre as acusações. Uma nova audiência foi marcada para 2 de fevereiro, após o tribunal receber novos resultados de outros relatórios psiquiátricos feito no acusado.

A jovem foi descrita por uma amiga como cuidadosa, tranquila e educada

"É muito importante que o público entenda os antecedentes deste caso.

Em qualquer ponto de vista, é um caso muito difícil", disse juiz o Philip Statman, de acordo com informações repassadas pelo site Mirror Online. Uma amiga da vítima relatou que Olivia era cuidadosa, tranquila e educada. "Ela era muito reservada e consciente dos outros. Ela não sorria com frequência, mas quando ela iluminou a sala. É uma tragédia que isso aconteceu [VIDEO] com uma senhora tão jovem e bonita", disse Jade.

Segundo relatos, uma opção para o tribunal seria manter Kray em uma unidade psiquiátrica segura até ser considerado apto para ser transferido para uma prisão comum. O suspeito permanece preso em uma penitenciária da localidade até uma nova audiência. Qual a sua opinião sobre esse crime bárbaro? Compartilhe seus pensamentos na seção de comentários logo abaixo.