Um casal é acusado de torturar três filhos, sendo que dois deles não resistiram aos ferimentos e acabaram morrendo, estão sendo julgados esta semana. O casal foi identificado como Gonzalo Curiel, de 20 anos, e Tami Huntsman, de 42 anos, da cidade de Salinas, na Califórnia, nos Estado Unidos.

Investigações apontam que os espancamentos começaram após uma das crianças ter pegado um pão sem permissão durante uma refeição. Porém, o julgamento foi adiado para o mês março e outubro, respectivamente. Ambos são acusados de assassinato e tortura. [VIDEO]

Três irmãos são agredidos pelos pais, dois morreram

As vítimas foram identificadas como Shaun Tara, de 6 anos, e sua irmã Delylah, de 3 anos.

Os corpos das vítimas foram encontrados em uma casa usada para armazenamento. Uma irmã das vítimas, de 11 anos, também foi espancada pelos pais.

Steve Somers, vice-procurador do distrito, relatou que a vítima que sobreviveu ao espancamento se sente culpada pela morte dos dois irmãos. "Ela roubou um pão no Dia de Ação de Graças, o que levou aos espancamentos. Os golpes mais fortes causaram as mortes de duas crianças. Ela se sente o responsável [VIDEO]", disse Somers.

Vítimas são agredidas após pegar um pão durante uma refeição

De acordo com os promotores, o casal deixou as vítimas passarem fome durante alguns meses antes de serem assassinadas. O tribunal ouviu que o abuso aumentou até o Dia de Ação de Graças de 2015, quando Huntsman comprou um peru para a família. Porém, as crianças não podiam comer.

Quando uma das filhas pegou um pão, os pais ficaram extremamente irritados.

Segundo relatos, as crianças sofreram outros abusos, que incluíam serem expostos à água fria e trancados em um banheiro. Somers disse ao tribunal que Huntsman e Curiel levaram os dois corpos para uma instalação de armazenamento, e a garota gravemente ferida para outro local. [VIDEO]

Sobrevivente do ataque foi encontrada presa dentro de um carro

De acordo com informações da Polícia, a irmã das vítimas fatais foi resgatada duas semanas depois pelos policiais do condado de Plumas, que a encontraram em um veículo trancado. Ela foi resgata e levada às pressas para um hospital, onde descobriram que havia sido espancada pelos pais.

Curiel e Huntsman estarão de volta ao tribunal em 28 de fevereiro para novos depoimentos e serão julgados em março e outubro deste ano. Qual a sua opinião sobre esse duplo assassinato? Compartilhe suas ideias na seção de comentários logo abaixo.