Já pensou em morar fora do Brasil? Se você, assim como milhões de brasileiros, já se imaginou vivendo em outro país, tal como Portugal, saiba que existe um conjunto de fatores positivos e negativos sobre essa nova vida.

Obviamente, viver fora do país é uma experiência particular, ou seja, cada pessoa irá reagir de uma forma. Os vídeos e relatos que estão nas redes sociais nem sempre são a realidade para todas as pessoas, sendo esta variante ao propósito de cada um. Mas, para quem é brasileiro e pensa em viver fora, com certeza o que não falta são motivos reais para encarar essa busca pela felicidade.

Publicidade

Quando a idéia de sair do país passa pela cabeça, Portugal é sempre um lugar que chama muita atenção dos brasileiros, afinal todo mundo conhece alguém que já migrou para a terra lusitana e "se deu bem", sem falar é claro da facilidade quanto à língua. Mas, saiba que nem tudo "são rosas"; e existe sim muitas complicações no meio do caminho que sao desconhecidas pelo migrante.

Cerca de 20% dos imigrantes que entram em Portugal são brasileiros, e a maioria desses se concentram na capital Lisboa, que basicamente é um ponto de encontro de milhões de imigrantes de todas as partes do mundo em busca de uma vida melhor.

O que não significa que seja o melhor local para se viver em Portugal.

Viver em Portugal, especificamente em Lisboa, tem muitos lados positivos, tais como: segurança, que é a busca de todo e qualquer brasileiro que está acostumado a um cotidiano de violência e medo. Sem dúvidas, este ponto é um dos fatores que mais atrai tantos imigrantes brasileiros a Portugal. Outro fator para optar por viver em Portugal é o custo de vida, que, em comparação ao restante da Europa, é significativamente baixo, mesmo sendo um dos salários mínimos mais baixos da União Europeia.

Publicidade

Ou seja, viver em Portugal é barato.

Mas, como nem tudo é perfeito, Portugal conta com alguns fatores negativos para os brasileiros, obviamente. O primeiro e mais estressante é a burocracia que temos de enfrentar para legalizarmo-nos no país. Haja tempo para regularizar toda a documentação.

São muitas etapas, muito tempo de espera, muitas complicações, e falta um padrão na forma de trabalho do órgão responsável. Outro fator negativo que todo e qualquer brasileiro terá enfrentar em Portugal é o "choque cultural".

Apesar do idioma ser o mesmo, nas terras lusitanas encontramos hábitos e costumes completamente diferentes dos encontrados pelo Brasil. Coisas simples como um prato típico, gosto musical e esporte se tornam pouco a pouco complicações, e por mais que pareça ser supérfluo, esses pequenos detalhes fazem total diferença para adaptação.

Afinal, já imaginou você acordar todo dia querendo comer seu prato delicioso arroz e feijão e não poder?