Um dos brinquedos de maior sucesso em toda a história no mundo é a boneca Barbie [VIDEO]. Milhões de crianças em todo o planeta já brincaram com um exemplar da boneca, famosa por ser esguia e magra. Ruth Handler criou a boneca ao lado do marido, após observar a filha brincar com roupas de papel, gostando de se vestir de mil formas. Ela começou então a se questionar de onde teria partido a ideia de tanta obsessão por brincar com bebês de mentira. A Barbie era um modelo mais atual e diverso, que permitia a mulher se ver de outra maneira. O que ninguém sabe é que por traz da criação da boneca há um lado verdadeiramente macabro. [VIDEO]

Conheça a história guardada a sete chaves da boneca mais famosa de todo o planeta

O que pouca gente sabe é de onde veio a inspiração para Ruth fazer o corpo da Barbie como conhecemos.

Viajando pela Suíça, ela viu uma boneca cheia de curvas e com 30 cm. Ela era chamada de Bild Lilli e era inspirada em uma personagem de quadrinhos que era uma prostituta, ou seja, fazia sexo com os mais variados homens por dinheiro. Na história, muitas mortes e drogas. Mesmo assim, a dona da ideia da Barbie estava certa de que aquele brinquedo seria um sucesso. Bild Lilli era um brinquedo quase erótico e que podia ser visto em ambientes completamente machistas, como um posto de mecânica.

Criador da boneca Barbie era louco e tinha masmorra erótica em casa

Ruth levou as bonecas sexuais da Suíça para Jack Ryan, um projetista que trabalhava como designer da Mattel. Antes de estar na empresa de brinquedos, ele desenvolveu mísseis de guerras e até metralhadoras, que mataram muita gente. Coube a ele remodelar o corpo da boneca e desenvolver um plástico que fosse barato.

Enquanto ele trabalhava no projeto, em sua casa havia uma masmorra erótica. Certamente, esse item em nada tem a ver com o mundo infantil. Jack Ryan tinha razões muito particulares para fazer com que Barbie se parecesse com um dos seus utensílios sexuais.

Psiquiatra foi contratado para ajudar a entender a imagem da Barbie e fazer do brinquedo um sucesso

Ruth então levou o brinquedo para uma feira em Nova York, mas o objeto não agradou. No local, que somente tinha homens, as críticas eram de que aquilo não venderia por a boneca ser vulgar. A criadora da Barbie então levou o projeto para o psicólogo Ernes Dichter e levou o protótipo para ser usado por mães e filhas. Ela descobriu que os seios da boneca eram grandes demais e que o ponto positivo era a elegância. Mudanças feitas e o objeto virou um sucesso.