Existem diversas maneiras de obter um visto e imigrar para portugal. Se você pensa na hipótese de tentar a vida em terras lusitanas, já deve saber que o processo de legalização dos seus documentos é burocrática e demorada. Hoje, iremos mostrar o verdadeiro passo a passo para se conquistar o tão sonhado título de residência e futuramente o bilhete de identidade (B.I).

Há muitas maneiras de se imigrar para Portugal, seja com o visto de trabalho, onde você já pisa em terras lusitanas com um contrato de trabalho, seja com visto de estudante, a partir de um curso de graduação ou especialização, ou também da maneira mais comum que é a partir de um visto de turistas.

Hoje a atenção do artigo é especial para este último caso. Então "vamos a isto".

O passo número um para quem quer se imigrar, não somente para Portugal, mas para qualquer lugar do mundo é se planejar. É essencial conhecer a terra para onde está indo, o povo que ali vive, um pouco dos costumes locais, as ofertas e trabalho, e muito mais; após feito isso, o essencial é criar prazos e objetivos, e somente então você dará início ao seu processo de imigração na prática.

O passo dois se baseia em comprar sua passagem. Preste muita atenção, pois se você é um turista tem que cumprir com uma série de regras óbvias, tais como: uma data que faça sentido em viajar (por exemplo, um professor não irá fazer uma longa viagem no meio do ano letivo a passeio), um motivo para exemplos são viagem, além de é claro um projeto de viagem. Como um autêntico turista faria e não se esqueça do seguro viagem que é obrigatório para viagens internacionais.

Após, cumprida essas etapas, está na hora de arrumar suas malas e viajar. Se você possui uma carta convite ou reserva de hotel terá de apresentá-la na imigração, junto com seus documentos pessoais. A partir do momento que você passa pela imigração já inicia o seu processo de legalização.

Primeiramente você irá precisar do carimbo de entrada em Portugal no seu passaporte; se você pegou um voo direto não se preocupe, mas se fez conexão em outro país terá que se deslocar em até 3 dias até o CNAI (chegue bem cedo).

A partir do momento que você tem o passaporte carimbado irá em busca do tão falado número de contribuinte ou NIF, e esse não é um passo fácil, pois você irá precisar que um cidadão português se dirija até as finanças com você e assine se "responsabilizando" por você.

Após conseguir o NIF, você irá precisar do número se segurança social ou NIS, e aqui começa a burocracia e demora do seu processo ( acredite, esse é o menor dos males).

Para conseguir o NIS você irá precisar de um contrato de trabalho ou promessa de contrato para levar até a loja da segurança social e fazer o requerimento do seu NIS. Após fazer o pedido eles irão avaliar o seu processo e lhe dar uma resposta concreta. Não espere ansiosamente, pois isso pode demorar até 2-3 meses.

Quando conseguir o NIS, você estará pronto para trabalhar de forma legal (isso não significa que não consiga trabalhos antes) e então pagar os seus impostos como um cidadão qualquer.

Após trabalhar e pagar seus impostos corretamente cerca de 4-6 meses você pode dar entrada no radar o processo de aquisição do seu título de residência no SEF. Feito isso, vá trabalhar, viver e curtir a vida, pois o prazo mínimo para você receber seu documento é de 1 a 2 anos.

O mais importante é ter bastante paciência, perseverança e nunca pagar alguém que prometa conseguir os documentos pra si; infelizmente existe muitos exploradores nesse ramo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo