O corpo de bombeiros [VIDEO] da cidade de Dekalb, no estado da Georgia, Estados Unidos, ficou famoso nos veículos de comunicação norte-americanos devido ao extraordinário ato de ter salvado uma criança de um prédio em chamas.

Embora o acidente tenha ocorrido na quarta-feira, 3 de janeiro, somente agora é que as filmagens foram mostradas. A ideia inicial era dos agentes colocar as escadas, entrar nas varandas e resgatar as pessoas.

No entanto, antes de colocar totalmente o plano em ação, os moradores logo começaram a lançar suas crianças para os agentes que estavam no chão.

Após a divulgação do vídeo, é possível ouvir os gritos de desespero e também ver pelas imagens o momento exato onde um bombeiro no chão consegue agarrar uma criança de 5 anos [VIDEO] de idade, que foi arremessada do alto, por um pai, na tentativa de salvar sua vida, pois o prédio onde eles moram estavam totalmente em chamas.

Os bombeiros de Dekalb se tornaram famosos heróis depois da publicação dessas filmagens.

Embora graças a Deus tudo terminou bem, é de impressionar ao assistir as imagens onde o bombeiro Scott Stroup segura uma criança lançada pelo pai dela do alto de um prédio pegando fogo [VIDEO].

Embora não tenha sido gravado por nenhuma câmera de vídeo, um fato semelhante aconteceu com a bombeira Jackie Pekrul que segurou um bebé que estava enrolado em um cobertor, no momento que foi arremessado pela mãe antes da agente terminar de subir as escadas para salvar as pessoas.

Bombeiro resgata seu filho

Há 6 anos trabalhando como bombeiro, Geovani de Assis não imaginava que um dia passaria por uma situação onde tivesse que participar de um salvamento provavelmente considerado o mais importante da vida dele, salvar a vida do próprio filho Geovani, de apenas de 4 anos de idade.

Na quinta-feira (4) de janeiro de 2018, o filho do bombeiro estava brincando em uma festa familiar em Mandirituba-PR, no momento que caiu dentro de em um poço de 13 metros de profundidade.

O bombeiro relatou ter perdido o chão na hora que ficou sabendo da notícia. No entanto ele disse que sabia do seu dever em salvar seu filho. Então, ele falou que correu rumo ao poço sem pensar duas vezes. Afirmou que não conseguia enxergar o menino lá embaixo, pelo fato dele estar imerso n'água, no fundo.

O tenente Galdinei Motta, ressaltou que apesar do ato heroico do bombeiro, não é recomendado pela corporação entrar em um poço sem antes ter noção da profundidade.