O estupro é considerado por muitas pessoas o pior tipo de crime que existe, pior do que matar. Para quem não sabe, estupro, coito forçado ou violação é um tipo de agressão sexual, geralmente envolvendo relação sexual ou outras formas de atos libidinosos realizados contra uma pessoa sem o seu consentimento. Várias mulheres sofrem ou sofreram abuso sexual e o número de pessoas que já foram estupradas só aumenta cada vez mais. Esse tipo de crime não é exclusividade do Brasil, apesar do nosso país ser um dos campeões em pessoas sendo estupradas, e até país de primeiro mundo como a Inglaterra tem casos de estupro frequentemente.

Jake Cairns, Brandon Sharples e Jack McInally [VIDEO] estão prestes a serem julgados depois de raptarem uma garotinha de 14 anos de idade.

Uma das coisas mais chocantes da história é que a menina ficou presa durante um período de 5 dias, com drogas injetadas em seu corpo. Os três criminosos drogaram a menina e levaram-na até uma casa de um dos familiares deles. O plano deles não era estuprar a mocinha e sim lucrar com a menor, eles publicaram fotos sensuais da garota e publicaram em vários sites adultos. Eles estavam atraindo pedófilos para pagarem para terem sexo com a adolescente.

Segundo as autoridades, a menor de idade foi estuprada por mais de 20 homens

O estupro aconteceu e ela foi obrigada a fazer sexo com muitos homens e as autoridades afirmam que foram mais de 20. A polícia descobriu tudo depois que um alerta nacional foi emitido porque a menina havia desaparecido e seus pais, obviamente, ficaram preocupados. Os policiais viram que a jovem estava tentando fugir pela janela e ela estava vestindo somente uma roupa interior.

Os sequestradores também são jovens e tem idades entre 20 e 21 anos, mas como são maiores de idade deverão pagar por esse crime terrível. Jake Cairns, Brandon Sharples e Jack McInally terão que responder sobre abuso sexual de menor, posse e distribuição de pornografia infantil, exploração sexual infantil, rapto e muitos outros crimes. Eles já são considerados culpados e sem direito de resposta, mas a sentença foi adiada para o fim do mês de janeiro.

Falar de estupro não é nada bom e as pessoas preferem não comentar sobre o assunto, mas para que haja mudança as coisas terão que ser discutidas. De acordo com dados mais recentes de 2014, um estupro acontece a cada 11 minutos no Brasil — 69,9% das vítimas têm até 19 anos. É muito bom ficar em alerta com esse assunto que está tão frequente no dia a dia.