Um jovem que mora em Leicester, na Inglaterra, foi condenado a 8 meses de prisão [VIDEO], por ter chantageado sua ex-professora. Segundo o jornal Leicester Mercury, ele tentou extorquir o equivalente a 10 mil libras esterlinas (cerca de 45 mil reais) para não revelar que os dois tiveram um Encontro amoroso.

Ele se passou por outra pessoa criando uma conta falsa no Facebook em 2016, quando ainda era menor de idade. Usando esse perfil falso, ele se aproximou da professora dizendo que tinha fotos de um encontro íntimo que ele teve com um aluno.

O inicio da extorsão

O primeiro contato dele com a ex-professora começou com ele dizendo: “Você não me conhece, mas eu te conheço muito bem”.

Depois de conversar por um período, a professora se recusou a dar o dinheiro para o aluno. Vendo a recusa da professora em aceitar a sua chantagem, ele enviou uma mensagem dizendo: "Nesse caso, veja sua vida virar de cabeça para baixo nas próximas semanas".

Passando algum tempo, a professora resolveu pagar a quantia exigida. Ela retirou 4 mil libras de sua conta e fez também um empréstimo no mesmo valor (totalizando 36 mil reais). Deixou essa quantia perto de algumas árvores próximo à escola para que o aluno chantagista fosse buscar.

Para não ter mais contato com o chantagista, ela bloqueou a conta do Facebook na esperança de nunca mais ser importunada. Mas cerca de cinco meses depois ela recebeu um e-mail dizendo que pelo fato de ela ainda manter o relacionamento com o aluno, ele não teria outra alternativa a não ser enviar o caso às autoridades.

A professora tentou argumentar que o único relacionamento que mantinha com aluno era de amizade, já que ela havia visto um grande potencial no aluno. Mesmo assim o chantagista continuou com suas ameaças e exigiu mais 2 mil libras (9 mil reais). Ela teve que usar seu cartão de crédito, cheque especial e fazer um empréstimo para conseguir pagar mais esta chantagem.

Em fevereiro de 2017, ela recebeu um e-mail exigindo mais 12 mil libras (54 mil reais). Como ela não podia arcar com mais esta despesa, ela resolveu procurar a polícia. Os agentes finalmente conseguiu rastrear o chantagista e descobriram que quem estava extorquindo a professora era o próprio aluno que ela ajudava.

Ele foi interrogado pela polícia e disse que o relacionamento entre os dois era apenas platônico, e que nunca havia chantageado a professora. Mais tarde ele admitiu que realmente havia chantageado a professora, e que os dois haviam mantido relações sexuais [VIDEO] quando ele tinha 15 anos.

Disse ainda que a professora havia dado várias aulas particulares para ele, e que nesses encontros recebia presentes da professora.

Em uma audiência, o juiz Timoty Spencer, do Tribunal de Leicester, disse que a questão das relações sexuais era agora com a polícia e que o relacionamento entre a professora e o aluno era inapropriado.

Porém, isso não inocentava o aluno do crime de chantagem e extorsão que havia praticado contra a professora. O juiz sentenciou o aluno, agora maior de idade, a oito meses de detenção em uma prisão juvenil. Foi aplicado também uma ordem de restrição contra o aluno para que se mantenha sem contato com a professora.