Um jovem casal teve os pés infectados por parasitas após andar com os pés descalços ao longo de uma praia tropical. As escapadas tropicais certamente parecem românticas e exóticas, mas muitas vezes vêm com a sua própria quota de perigos que atingem os visitantes quando menos esperam.

Foi o que aconteceu com um jovem casal canadense que recentemente retornou da República Dominicana e está fazendo tudo o que pode para avisar outros que planejam viajar para essas áreas tropicais sobre os riscos de fazer caminhadas longas e descalças ao longo da areia. [VIDEO]

Katie Stephens, de 22 anos, residente do Ontário, foi para IFA Villas Bavaro Resort, em Punta Cana, junto com o namorado, Eddie Zytner, de 25 anos.

Porém, após uma longa caminhada na praia, quando o casal voltou para casa no Canadá os dois começaram a ter coceiras nos pés. Segundo eles, pensavam que era alguma picada de inseto e não deram muita importância para o caso.

Mas depois que ambos voltaram para casa em 18 de janeiro, Eddie começou a notar um inchaço em seus pés, ao lado de pequenos caroços que se formaram nos dedos dos pés. [VIDEO] Katie também escreveu no Facebook que, em primeiro lugar, os dois pensaram que era apenas uma mordida de insetos e tornou-se pior à medida que todos os dias passavam.

Após visitar dois médicos e não ter um diagnóstico preciso, o casal resolveu procurar um terceiro profissional, que revelou que o casal tinha contraído um tipo de parasita da areia. De acordo com a publicação do Facebook de Katie, os dois tinham contraído a larva migrans, ou em termos mais simples, ancilostomíase.

Ela também revelou que os dois provavelmente entraram em contato com os parasitas enquanto estavam caminhando nas praias de areia daquela localidade. Na publicação no Facebook, Katie escreveu que a lesão não tem nada a ver com cobertura ou seguro de viagem, “Estava de volta ao meu país de origem quando fui tratada pela primeira vez e não preciso de cobertura de viagem pelo que tenho”, postou.

A jovem também compartilhou que seu propósito ao publicar Facebook o que está passando é para alertar as pessoas do perigo potencial de viajar para áreas tropicais. Eddie disse que queria que os profissionais da saúde dessem mais atenção para esse tipo de caso. [VIDEO]

Apesar dos problemas enfrentados, os pés dos dois jovens estão melhorando a cada dia e eles decidiram procurar um profissional na área para saber que medicamentos tomar para reverter os danos causados na pele pelo ataque do parasita.