Uma brincadeira foi longe demais no [VIDEO] Cazaquistão. Um modelo de apenas 22 anos decidiu que iria participar de um concurso de beleza feminino. De acordo com ele, que está ficando conhecido mundialmente após a ação, tudo não passava de uma piada, para ver até onde ele iria chegar. No entanto, a finalista, ou o finalista, decidiu que estava na hora de parar com toda a farsa e claro, decidiu revelar o que estava acontecendo. Assim que foi escolhido como uma das duas mulheres mais bonitas da competição, Ilay Dyagilev contou para todo mundo que a modelo fictícia Arina Alieva não existia.

Toda essa situação bem inusitada, [VIDEO] e principalmente inesperada, aconteceu no Miss Virtual Cazaquistão.

O rapaz que quis pregar uma peça em todo mundo, sem saber até onde aquilo iria, trabalha realmente como modelo na região da Ásia Central. O mais impressionante é que com maquiagem e as roupas femininas, conseguiu ir passando de fase de maneira despercebida, sem ninguém desconfiar de nada. Ao todo, o rapaz deixou para trás cerca de quatro mil candidatas.

Pelo menos, o cazaque decidiu contar toda a verdade, antes que fosse tarde e ele fosse, quem sabe, eleito como a mulher mais bonita do seu país. Assim que a organização do concurso recebeu a notícia, substituiu o competidor pela modelo que havia ficado na terceira posição, Aikerim Temirkhanova, de apenas 18 anos.

Para a BBC, o jovem deu entrevista e ainda revelou que tudo também fez parte de uma aposta com os amigos. Ele revelou que havia dito que "qualquer um" pode vencer o concurso de beleza, mesmo não sendo uma mulher.

O rapaz ainda explicou que como está no mundo da Moda desde os 17 anos, apenas precisou contratar um cabeleireiro e um fotógrafo para criar Arina, que foi rapidamente feita.

O que ninguém imagina nessa situação é que isso já aconteceu antes e o farsante, que também estava vestido de mulher, conseguiu ser campeão, ou campeã, do concurso de beleza. O caso não é antigo, tendo acontecido ainda no ano passado, na Rússia. Um estudante de 20 anos contou com a ajuda da namorada para vencer um concurso de lingeries, que parece ainda mais difícil de ser vencido por um homem, ainda mais que o corpo deve ser mostrado.

Mesmo assim, Andrey Nagorny, de 20 anos, decidiu usar a maquiagem e as roupas íntimas da namorada e fez uma grande produção. Após ter vencido, descobriram que o rapaz era mais um impostor. O russo, claro, perdeu o título e teve que devolver o dinheiro da premiação.