Um jovem estudante ganhou as manchetes de todo mundo nessa quarta-feira (14) após realizar um massacre na escola em que estudava, na Flórida, Costa Leste dos Estados Unidos. Segundo seus ex-colegas [VIDEO], o jovem era obcecado por armas de fogo e outros tipos de armamento. Além disso, era conhecido no colégio pelo seu mau comportamento e chegou a ser expulso.

O jovem de 19 anos, identificado como Nikolas Cruz, invadiu a escola pública Marjory Stoneman Douglas, que está localizada na cidade de Portland, Flórida. Para realizar o atentado, Nikolas utilizou um fuzil AR-15 e não pensou duas vezes antes de atirar em seus ex-colegas e professores.

O ataque deixou um saldo de pelo menos 17 mortos, e chocou parte do mundo, mais uma vez reativando o debate acerca da venda de armas de fogo no país mais poderoso do planeta. A polícia informou que após realizar os disparos, ele tentou fugir, mas foi alcançado e levado a um hospital. Em seguida, foi encaminhado a uma unidade policial, onde está sendo observado.

O jovem mantinha algumas contas ativas no Instagram, onde postava constantemente fotos empunhando armas. Cruz tinha poucos amigos e era conhecido por ser problemático. De acordo com informações do jornal Miami Herald, o adolescente se vangloriava por atirar em ratos.

Nikolas também não tinha boa relação com os outros alunos da escola. Chad Williams, de 18 anos, que estuda no colégio, revelou que sabia da admiração de Cruz por armas, e que o colega chegou a disparar o alarme de incêndio algumas vezes só para causar confusão e pânico.

Segundo pessoas que mantinham relação mais próxima com Nikolas, ele falava pouca com sua família, tendo relação abalada. Vale ressaltar que adolescente não foi criado por seus pais biológicos, tendo sido adotado ainda na infância, junto com seu irmão, pelo casal Lynda e Roger Cruz.

Outros relatos que têm surgido desde ontem é que Nikolas Cruz chegou a ameaçar outros alunos várias vezes durante o tempo que passou estudando na escola. A polícia não revelou o real motivo para que ele fosse expulso da instituição. Porém, há relatos internos que a expulsão se deu por causa de um possível flagrante de Nikolas com munição dentro do colégio.

A cidade de Parkland está localizada a cerca de 70 km ao Norte da capital Miami. Esta é uma região da Flórida muito ocupa por imigrantes, inclusive por brasileiros. Não há brasileiros entre as vítimas, embora alguns estudem na escola e tenham presenciado o massacre.